PUBLICIDADE

Embaixador da China reiterará pedido para IFA, diz Doria

Governador de São Paulo afirmou ainda que o governo federal deveria pedir desculpas públicas ao governo da China

12 mai 2021 13h54
| atualizado às 14h02
ver comentários
Publicidade

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse que conversou nesta quarta-feira com o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, e recebeu dele a promessa de que reiterará junto ao Ministério das Relações Exteriores chinês em Pequim o pedido pela liberação do insumo farmacêutico ativo (IFA) da vacina contra covid-19 CoronaVac.

Funcionários pegam ampolas da CoronaVac no centro de produção do Instituto Butantan
22/01/2021
REUTERS/Amanda Perobelli
Funcionários pegam ampolas da CoronaVac no centro de produção do Instituto Butantan 22/01/2021 REUTERS/Amanda Perobelli
Foto: Reuters

Em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, Doria afirmou ainda que o governo federal deveria pedir desculpas públicas ao governo da China por declarações recentes contrárias ao país asiático feitas por autoridades como o presidente Jair Bolsonaro.

"O embaixador Wanming me disse que voltará a falar amanhã com a chancelaria chinesa em Pequim renovando o apelo para que haja a liberação dos insumos que estão prontos no laboratório Sinovac, são 10 mil litros de insumos, suficientes para cerca de 18 milhões de doses da vacina", afirmou Doria.

Mais cedo, o governador disse que na sexta-feira o Butantan entregará 1 milhão de doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde e, após isso, não terá mais IFA para processar e terá de paralisar a produção.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade