0

Em ritmo de desaceleração, Espanha registra mais 674 mortes

5 abr 2020
15h08
atualizado às 15h40
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A taxa de novas infecções e mortes por coronavírus na Espanha diminuiu novamente neste domingo, com o país, um dos mais atingidos pela pandemia, iniciando sua quarta semana de isolamento quase total.

Equipe médica recebe aplausos da população em frente a hospital de Madri
Equipe médica recebe aplausos da população em frente a hospital de Madri
Foto: Sergio Perez / Reuters

As mortes pela doença respiratória altamente contagiosa Covid-19 subiram para 12.418 - a segunda maior marca do mundo depois da Itália.

No entanto, o número de 674 pessoas que morreram nas últimas 24 horas caiu em relação às 809 de sábado e bem abaixo do recorde diário de 950 da quinta-feira, informou o Ministério da Saúde.

O número total de infecções registradas aumentou para 130.759 em relação às 124.736 de sábado.

"Os dados da semana e hoje confirmam a desaceleração das infecções", disse o ministro da Saúde, Salvador Illa, em entrevista coletiva.

"Os dados confirmam que o confinamento está funcionando."

Ele afirmou que um milhão de kits de testes chegariam à Espanha no domingo e na segunda-feira e atuariam como "triagem rápida" em locais como hospitais e asilos, parte de um esforço para identificar a verdadeira extensão da pandemia de Covid-19.

O diretor da Organização Mundial da Saúde para a Europa, Hans Kluge, tuitou sobre a Espanha: "Otimismo cuidadoso como resultado de medidas ousadas, abordagens inovadoras e decisões corajosas".

Veja também:

Coronavírus: A imagem de Bolsonaro na imprensa internacional
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade