PUBLICIDADE

Covid: Reino Unido registra recorde de mortes em 11 meses

O país notificou 438 novas mortes pela Covid-19, maior marca diária total desde 24 de fevereiro do ano passado

18 jan 2022 16h05
| atualizado às 16h27
ver comentários
Publicidade

O Reino Unido registrou o maior número de mortes por covid-19 em quase um ano nesta terça-feira, enquanto o primeiro-ministro Boris Johnson avalia atenuar as medidas de restrição impostas para reduzir a propagação da variante Ômicron. 

O país notificou 438 novas mortes pela covid-19, maior marca diária total desde 24 de fevereiro do ano passado.

O ministro da Saúde, Sajid Javid, disse mais cedo no Parlamento que estava otimista de que as medidas introduzidas para diminuir a propagação da Ômicron seriam reduzidas na semana que vem, uma vez que os casos e hospitalizações parecem ter atingido o pico. 

Reino Unido anuncia novas restrições para conter Ômicron
Reino Unido anuncia novas restrições para conter Ômicron
Foto: EPA / Ansa - Brasil

O governo avalia reduzir gradualmente as restrições pandêmicas remanescentes na Inglaterra, incluindo orientações para trabalho em casa e o uso de passaportes vacinais, de acordo com a imprensa britânica. 

Apesar das infecções atingirem altas recordes nas últimas semanas, a rapidez da vacinação com doses de reforço e a menor gravidade da variante Ômicron ocasionou em menos hospitalizações e as mortes não dispararam bruscamente como em ondas anteriores da pandemia.

O Reino Unido registra até o momento um total de 152.513 mortes pela covid-19, a sétima maior marca no planeta -- a maioria delas no primeiro ano da pandemia. 

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade