PUBLICIDADE

A festa fora de hora de Neymar e o gol contra de Bolsonaro

Ignorando os quase 200 mil mortos, atacante e presidente dão péssimos exemplos

29 dez 2020 07h07
| atualizado às 13h44
ver comentários
Publicidade

Um resolveu dar uma festança como se não houvesse amanhã e nem a pandemia que já tirou quase 200 mil vidas só no Brasil. Neymar mostra não ter a menor compaixão pelas outras pessoas. Para sustentar seus caprichos, decidiu reunir 500 pessoas em Mangaratiba. 

Em 2019, Neymar comemorou o Ano Novo em grande estilo, mas ainda não existia o coronavírus.
Em 2019, Neymar comemorou o Ano Novo em grande estilo, mas ainda não existia o coronavírus.
Foto: Reprodução / Estadão Conteúdo

A festa já está rolando no Rio de Janeiro e só vai acabar na virada para 2021. Que ídolo é esse? Em que mundo vivem Neymar e seus parças? Como é possível ser tão insensível e tão irresponsável?

Sobre Bolsonaro, o resumo da ópera é o seguinte: mais de 40 países já começaram a vacinar a população. Por aqui, nada. E ele agora acha que os laboratórios é que precisam procurar o Brasil. Chega a ser inacreditável ouvir uma bobagem desse tamanho.

Ah sim, o presidente também participou de um amistoso na Vila Belmiro. E se alguém tinha alguma dúvida de que Bolsonaro nunca teve a menor intimidade com a bola basta ver o gol que ele marcou. Deu de cara com o chão. Acaba, 2020! Que pesadelo sem fim!

 

Paradinha Esportiva Paradinha Esportiva
Publicidade
Publicidade