1 evento ao vivo

Ciclista morre atropelado por ônibus no RJ próximo a viaduto

Na última quarta-feira, um garoto de 14 anos morreu, na Barra da Tijuca, pelo mesmo motivo

9 mai 2013
21h24
atualizado às 21h30
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Um ônibus atropelou e matou nesta quinta-feira um ciclista, na avenida Dom Helder Câmara, próximo ao viaduto de Pilares, no Rio de Janeiro. Segundo a Secretaria Municipal de Transportes (SMTR), o coletivo, do consórcio Transcarioca, fazia a linha 371 (Praça Seca x Tiradentes). 

O desafio das bicicletas nas grandes cidades

De acordo com a SMTR, o ônibus, seguia na faixa central da avenida Dom Helder Câmara, sentido Benfica, quando, na altura da rua Assis de Vasconcelos, um ciclista teria invadido a avenida Dom Helder Camara repentinamente. Ele então foi atingido pelo coletivo. A secretaria afirma ainda que o motorista parou o coletivo para prestar socorro à vítima e que ele está à disposição da polícia. 

O ônibus possui duas câmeras internas, uma direcionada para a frente, com a visão do motorista, e a outra voltada para a parte interna do ônibus. As imagens serão usadas pela perícia na averiguação do caso. 

O acidente também foi registrado pelas câmeras de monitoramento de trânsito do Centro de Operações do Rio de Janeiro. As imagens também serão disponibilizadas para a Polícia Civil. 

Nesta quarta-feira, um adolescente de 14 anos morreu após ser atropelado na Barra da Tijuca, na zona oeste da capital fluminense. O jovem, identificado como Jonhatan Lima, foi atingido por um ônibus da linha 853 (Vila Keneddy - Barra da Tijuca) na pista lateral da avenida das Américas, altura da avenida Salvador Allende, sentido Barra da Tijuca. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu.

Em nota, a SMTR determinou ao Consórcio Santa Cruz que suspenda o motorista de suas funções até a conclusão do inquérito policial. Caso seja determinada sua culpa, o motorista será demitido".

Prefeitura anuncia medidas
Após uma série de acidentes com ônibus que fazem o transporte de linha na cidade, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), com representantes da Federação de Triathlon do Estado e estabeleceu faixas exclusivas para o treinamento de atletas nas orlas do Leblon e de Ipanema e no Aterro do Flamengo, na zona sul. 

Elas ficarão nas pistas junto ao canteiro central, das 4h às 5h30 dos dias úteis. As medidas foram tomadas depois de dois atropelamentos contra triatletas nos últimos dois dias. Em um deles, ocorrido no dia 30 de abril, Pedro Nikolay, 31 anos, morreu após ser atingido por um ônibus em Ipanema.

Paes e o secretário municipal de Transportes, Carlos Roberto Osorio, divulgaram também detalhes de um decreto que aumenta o controle da prefeitura sobre motoristas e empresas de ônibus da cidade.

O decreto define um novo sistema de controle da pontuação dos motoristas infratores, com aplicação de punições que podem ir desde a obrigatoriedade de frequentar cursos extras de reciclagem até demissão. 

Além disso, todos os 18 mil motoristas que atuam no sistema de ônibus da cidade deverão passar por um programa de treinamento e reciclagem, em até um ano. Os consórcios têm até 30 dias para apresentar o planejamento, que será submetido à aprovação da Secretaria Municipal de Transportes. 

Veja também:

As novas armas de Trump para reverter baixa popularidade às vésperas da eleição
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade