PUBLICIDADE

Polícia prende "homem do Rá" em MG por morte no trânsito

10 jun 2010 13h19
| atualizado às 13h47
Publicidade
Ney Rubens
Direto de Belo Horizonte

Policiais civis da cidade de Piumhi, na região sudoeste de Minas Gerais, prenderam na tarde de quarta-feira o paranormal Thomaz Green Morton de Souza Coutinho, que nas décadas de 70 e 80 ficou nacionalmente conhecido como o "homem do Rá", cumprimento que ele fazia com a mão direita estendida para o alto.

Segundo o inspetor Antônio Fernando Gomes, "a prisão aconteceu em um rancho de propriedade de Morton", localizado na estrada do Funil, no local conhecido como Ilha, na zona rural de Capitólio, sul de Minas Gerais. "Contra ele havia um mandado de prisão por homicídio culposo" na direção de um carro, expedido pela Justiça de Pouso Alegre, também sul de Minas.

No Tribunal de Justiça de Minas Gerais consta que o mandado de prisão foi expedido em março deste ano. O acidente aconteceu em 2002, mas somente os advogados dos envolvidos, vítima e autor, têm acesso às informações sobre o que teria acontecido na época.

No TJ constam ainda pelo menos três processos contra Morton, dois deles de reintegração de posse e um por porte de arma.

No rancho de Morton a polícia também cumpriu um mandado de busca e apreensão de máquinas, insumos agropecuários, armas, munição e ferramentas. A intenção dos policiais é investigar o envenenamento de animais em propriedades vizinhas às de Morton.

A suspeita é a que ele esteja envolvido em maus tratos contra animais de corte e de leite, ocorridos no início desta semana, possivelmente motivados por disputa de terras.

"(..)deparamos com uma máquina da prefeitura desobstruindo um mata-burro e mais a frente com dois bezerros mortos próximo ao cocho de sal, estando um deles sangrado, verificando que uma vaca estava com sintomas de ter ingerido algum veneno; que, ao verificar no cocho de sal, notamos que havia uma substância granulada de cor preta ou cinza, misturado a um sal grosso, parte o rim e do fígado dos bezerros foram retirados para analise, e o material encontrado foi recolhido para enviar aos peritos para análise", relata o comunicado oficial dos policiais encaminhado ao delegado que comanda as investigações.

Além de Morton, foi preso ainda um funcionário dele. No rancho os policiais apreenderam 44 balas de espingarda calibre 12, uma arma de fogo tipo espingarda calibre 44 e um frasco contendo substância parecida com pólvora.

Famoso
No final da década de 70 e durante os anos 80, Thomaz Green Morton era visitado em sua casa na cidade de Pouso Alegre por várias personalidades do cenário artístico e musical brasileiros. Devido à fama, ele é tido até hoje como um dos maiores paranormais do País.

Entre os visitantes ilustres, o cantor e compositor Tom Jobim. Morton, ou o "homem do Rá" dizia entortar talheres e moedas na frente das pessoas. Ele também fazia um gesto movimentando os dedos dos quais sairia perfume.

Fonte: Especial para Terra
Publicidade