PUBLICIDADE

Polícia

Bolsonarista morre após ser esfaqueado em briga de bar em Santa Catarina

Hildor chegou a ser internado, mas não resistiu aos ferimentos. Caso aconteceu em Rio do Sul, no Vale do Itajaí

26 set 2022 - 18h55
(atualizado às 18h56)
Compartilhar
Exibir comentários
Hildor Henker morreu após ser esfaqueado em briga de bar em SC
Hildor Henker morreu após ser esfaqueado em briga de bar em SC
Foto: Redes Sociais / Reprodução

Um homem de 34 anos morreu após ser esfaqueado em uma briga de bar em Rio do Sul, Santa Catarina. De acordo com a Polícia Militar, o crime aconteceu por motivações políticas e desavenças familiares antigas. Hildor Henker chegou a ser socorrido e levado ao Hospital Regional da cidade, mas não resistiu ao ferimento e morreu. 

Nas redes sociais, Hildor se declarava apoiador de Jair Bolsonaro (PL), conforme divulgado inicialmente pelo O Globo

A PM aponta que a briga ocorreu no último sábado, 24, em um bar no bairro Fundo Canoas, na cidade do Vale do Itajaí. Testemunhas contaram à polícia que a vítima e o assassino, que não teve a identidade revelada, bebiam juntos até que passaram a discutir.

O suspeito, então, deu um tapa no rosto de Hildor e o levou para fora do estabelecimento, onde o esfaqueou. Hildor foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e foi internado. A vítima chegou a passar por cirurgia, mas não resistiu e morreu no domingo, 25. 

Os militares informaram, ainda, que o criminoso, um homem de 58 anos, avisou a esposa sobre o ocorrido e fugiu em seguida. Ele tem passagens policiais por crimes de lesão corporal e injúria. 

O suspeito, até o momento, permanece foragido. O caso segue sendo investigado pela Polícia Civil de Santa Catarina e, até o momento, nenhuma linha de investigação a respeito da motivação do crime está descartada. Hildor foi velado e sepultado nesta segunda-feira, 26.

Caso semelhante

Em Cascavel (CE), um homem de 39 anos também foi esfaqueado por motivações políticas no último sábado. De acordo com informações confirmadas pela Polícia Civil do Ceará, o crime foi cometido por um homem de 59 anos durante uma discussão política em um bar do município.

Segundo mostrou o jornal O Povo, um homem teria entrado no bar e questionado "quem é eleitor do Lula aqui?". A vítima, de 39 anos, respondeu que era foi esfaqueada na costela. O ferido chegou a ser socorrido, mas não resistiu.

A polícia informou que "está em diligências ininterruptas para localizar e prender" o assassino e que a vítima não tinha antecedentes criminais. A corporação não soube informar se os dois homens se conheciam.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade