0
Logo do São Paulo
Foto: Marcos Bezerra / Futura Press

São Paulo

Ainda sem Maicosuel, São Paulo volta a trabalhar de olho no Flu

23 jun 2017
12h03
  • separator
  • comentários

O São Paulo voltou a trabalhar nesta sexta-feira após a derrota para o Atlético-PR por 1 a 0, em Curitiba, na última quarta. Apenas os jogadores que não começaram jogando contra o Furacão foram a campo no CT da Barra Funda, enquanto os titulares se dividiram entre a academia e um campo anexo onde disputaram um futevôlei.

Quem ainda não reúne condições de atuar é Maicosuel. O atacante não apareceu nos trabalhos desta sexta-feira e aparentemente ainda não se recuperou das dores no púbis que vinha alegando ao departamento médico. Maicon, negociado com o Galatasaray, e Lucão, afastado desde a polêmica declaração após o duelo contra o Atlético-MG, também não estiveram presentes no treinamento.

Rogério Ceni iniciou os trabalhos com um aquecimento com bola ondes os jogadores tinham de empurrar a bola para as redes nos minigols dispostos ao longo do círculo central do campo. Uma boia simulando um marcador ficava entre as metas como obstáculo dos atletas que participavam da atividade.

Posteriormente, Ceni seguiu os trabalhos em campo reduzido. O treinador oferecia a bola para um dos dois times, que tinham de se desvencilhar da marcação, trabalhar a bola e chegar ao gol. Ao longo do tempo o treinador são-paulino foi alterando o trabalho e passou a coordenar alguns movimentos da equipe sem marcação adversária. Saída de bola na defesa e cruzamentos foram alguns aspectos que constaram na atividade.

Um dos que se salvaram na derrota do São Paulo da última quarta-feira, Denilson mostrou boa pontaria no treino desta sexta-feira. Além dele, o jovem Brenner, de apenas 17 anos, também trabalhou com os profissionais e parece que irá seguir no elenco principal, preenchendo a lacuna deixada por Luiz Araújo, negociado com o Lille, da França.

Sem vencer há quatro rodadas e prestes a encarar o Fluminense, no próximo domingo, no Morumbi, o São Paulo volta a trabalhar neste sábado, às 16h (de Brasília), quando Rogério Ceni fará os últimos ajustes em sua equipe para o confronto contra os cariocas, em que o time precisará dos três pontos para evitar aparecer entre os quatro últimos colocados da tabela, o que iria agravar a crise no clube.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade