PUBLICIDADE
Logo do

Santos

Favoritar Time

Muricy contradiz Neymar pai e diz que negociações devem continuar

24 mai 2013 - 13h52
(atualizado às 14h05)
Ver comentários
<p>Pai de Neymar se irritou com boatos e disse que o Santos n&atilde;o far&aacute; &quot;leil&atilde;o&quot; por contrata&ccedil;&atilde;o do filho</p>
Pai de Neymar se irritou com boatos e disse que o Santos não fará "leilão" por contratação do filho
Foto: Fernando Dantas / Gazeta Press

O técnico Muricy Ramalho contradisse a recente manifestação do pai de Neymar - que assegurou que a novela com o Barcelona acabou e que não aceitará um "leilão" por novas propostas antes do término da Copa das Confederações. O comandante santista afirmou que as negociações com o clube catalão devem continuar e manteve o discurso de que gostaria de vê-lo atuando ao lado do argentino Lionel Messi.

"Com relação ao Neymar, percebemos que as negociações devem continuar", disse Muricy. Ele ainda se manifestou, mais uma vez, favorável à ida do jogador para o atual campeão espanhol.

"É tudo palpite, não temos alcance total do que está acontecendo. É uma negociação complicada, que envolve muitas coisas e interesses. Pelo estilo de jogo, nada que ouvi de alguém, ele vai para o Barcelona mesmo. É a preferência pelo estilo, o modo como o clube trata o jogador. Uma hora vai sair, não sei se agora ou no ano que vem. Queria vê-lo no Barcelona, seria algo importante para o futebol", argumentou.

Em avento na quinta-feira, Neymar da Silva Santos disse ainda que evitará a procura de dirigentes santistas e do clube espanhol alegando que "não atenderá o telefone".

Pai de Neymar faz desabafo e cobra diretores do Santos:

O Barcelona insiste na contratação de Neymar. Após ver recusada a proposta de 22 milhões de euros (cerca de R$ 57,9 milhões), o clube espanhol enviou ainda na noite de quarta a terceira oferta pelo jogador, conforme o Terra noticiou.

A nova investida, agora de 25 milhões de euros (cerca de R$ 65,8 milhões), não foi respondida pelo comitê gestor santista e esquenta ainda mais as negociações pela saída do camisa 11. Os dirigentes seguem discutindo o valor.

O técnico Muricy Ramalho já havia admitido que o atacante nunca esteve tão perto de sair e pediu por resolução breve das negociações para não atrapalhar o jogador.

O Barcelona, até então, segue o único clube a oficializar proposta pelo craque. A saída imediata tem a anuência de dirigentes alvinegros, além do próprio Neymar. A insistência por números superiores tem como base o convencimento ao próprio pai do jogador, que já externou o desejo de segurá-lo no País até julho de 2014, data do fim do vínculo, por vantagem contratual. Assim Neymar da Silva Santos lucraria 100% com a negociação.

O Santos é detentor de 55% dos direitos econômicos. O restante é dividido entre a Teisa, empresa formada por conselheiros influentes do clube, dona 5%, e o Grupo DIS, 40%.

Fonte: K.R.C.DE MELO & CIA. LTDA – ME K.R.C.DE MELO & CIA. LTDA – ME
Publicidade
Publicidade