1 evento ao vivo

Goleiro nega ser caguete sobre saída de Neymar: "só disse a verdade"

24 mai 2013
07h45
atualizado às 07h55
  • separator
  • 0
  • comentários

Goleiro do Joinville, Ivan mostrou tristeza por ter sido chamado de “caguete” depois de afirmar ter ouvido de Neymar que este deixará o futebol brasileiro em breve. Em entrevista na noite desta quinta-feira à ESPN Brasil, Ivan ratificou a versão anterior sobre a conversa que teve com o atacante do Santos após o empate por 0 a 0 entre a equipe e o Joinville.

<p>Goleiro Ivan confirmou versão sobre conversa com Neymar após jogo entre Santos e Joinville</p>
Goleiro Ivan confirmou versão sobre conversa com Neymar após jogo entre Santos e Joinville
Foto: Ivan Storti / Lancepress!

“Disseram que sou caguete, que sou furão. Eu só disse a verdade”, afirmou Ivan. Ao fim do jogo, válido pela Copa do Brasil, realizado na última quarta-feira, na Vila Belmiro, o jogador aproximou-se de Neymar e pediu-lhe uma camisa para um leilão beneficente a ser organizado em Joinville em prol de “uma moça que está com câncer”, conforme contou.

“Tive oportunidade de falar um pouco com ele e pedi para que ele não fosse embora. (Disse) que ele era o jogador que todos nós, brasileiros, gostamos de ver jogando, que se eu tivesse de pedir outra coisa para ele, além da camisa, era não ir embora (do Brasil). Ele falou: ‘não pô, não dá mais’, e saiu dando risada. Essas foram as palavras dele”, contou Ivan.

Ainda falando sobre o atacante, Ivan analisou que “pela felicidade do Neymar percebe-se que tem algo diferente” acontecendo na vida do jogador, que tem contrato com o Santos até 2014 e vem sendo alvo do interesse do Barcelona. “Talvez ele tenha um sonho e o homem quando tem um sonho quer conquistá-lo. É disparado o melhor jogador do Brasil e estará entre os melhores do mundo em breve, com certeza esse é o objetivo dele. Acho que dificilmente vai ficar no Brasil”, disse.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade