2 eventos ao vivo

Garota da banheira já esnobou Romário e Renato Gaúcho

A são paulina Luiza Ambiel, que recriou no youtube o famoso quadro da banheira do Gugu, fala da sua relação com o futebol e com os jogadores

28 jan 2019
17h00
  • separator
  • comentários

Descobri recentemente que sou quase vizinho da eterna garota da banheira, Luiza Ambiel, e marcamos um bate papo para falar de futebol. Ela criou um canal no youtube e resolveu mergulhar novamente na banheira, mas dessa vez para fazer um programa de entrevistas. Nada a ver com aquele da década de 90, em que famosos tinham que enfrentá-la na batalha dos sabonetes.

Apaixonada por futebol e são paulina por causa do pai, Luiza Ambiel jogava como zagueira no interior de São Paulo e por isso não tinha dificuldade para parar os craques que partiam para o ataque na época em que ela era tão famosa quanto eles. Foi assim com Romário, que já era o herói do tetra. Na época os dois estavam na badalada boate Hippopotamus, em Ipanema. “O Romário ficava fazendo sinal do camarote que queria conversar comigo. Aí depois mandou um assessor me cantar também. Eu falei que se ele quisesse que viesse até mim porque eu não iria subir. Aí o cara falou: “mas ele é o Romário”. E daí que ele é o Romário. Não estou na pista e sou a Luiza Ambiel, respondi.”

Apaixonada por futebol e são paulina por causa do pai, Luiza Ambiel jogava como zagueira no interior de São Paulo
Apaixonada por futebol e são paulina por causa do pai, Luiza Ambiel jogava como zagueira no interior de São Paulo
Foto: Divulgação

Quem também ficou no vácuo nessa época foi o hoje treinador Renato Gaúcho, que carregava a fama de galã e namorador. “Renato Gaúcho me atormentou. Todo dia um amigo dele falava que ele queria sair comigo. Só que eu sempre disse não. Não gosto de homem que não tem coragem de chegar”, revela.

Edmundo chegou com jeitinho e furou a retranca de Luiza. “No Edmundo eu dei uns beijos. Ele veio na pista, conversou comigo, foi muito tranquilo. No carro, a gente se beijou. Mas ficou nisso, porque ele morava no RJ e eu em SP.”

O contato com o mundo do futebol continuou quando Luiza trabalhou como produtora do “Mesa Redonda”, tradicional programa da TV Gazeta. Lá conheceu o ainda garoto Neymar. “Com aquele jeito moleque dele, me deu uma cantada na boa pra ver se colava. Ele era franzino, falei que não ia me aguentar não, que eu quebrava ele no meio. Mas confesso que fiquei lisonjeada, afinal ele é bem mais novo do que eu.”

Foi lá na TV Gazeta que ela também se encantou com Muricy Ramalho. “Virei ainda mais fã do Muricy. Na primeira vez que me viu, ele disse que era uma honra estar me conhecendo. Não me passou uma cantada.”

O mesmo ela não pode dizer de um campeão mundial, que a assediou de forma grosseira. Mas a hoje comediante do programa “A Praça é Nossa” prefere não revelar o nome do ex-jogador. “O programa fez uma homenagem para alguns campeões e eu estava trabalhando como produtora. Eles estavam sentados em uma mesa, quando um deles pediu pra eu sentar com eles. Fiz que não podia e ele então falou em voz alta: “quanto você quer para sentar aqui?” Foi uma saia justa, fiquei paralisada, sem saber o que fazer. No final, os outros vieram pedir desculpas, só que ele não veio”, revela Luiza Ambiel, que só agora resolveu tornar público esse episódio.

Veja também:

Paradinha Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade