PUBLICIDADE

Cenas que gostaríamos de escrever: Bozo caiu e a Covid sumiu

No dia da Mentira, seria irônico ler uma manchete sobre a queda do presidente que menos preservou a verdade

1 abr 2021
0comentários
Publicidade

 

A Regista Mad, que fez sucesso aqui no Brasil nas décadas de 70 e 80, tinha uma série de quadrinhos chamada “Cenas que gostaríamos de ver”.  Nela, personagens apareciam em situações pouco comuns, mas que eram muito engraçadas.

 

Bolsonaro trocou os Ministros das Forças Armadas
Bolsonaro trocou os Ministros das Forças Armadas
Foto: EPA / BBC News Brasil

 

Hoje, no Dia da Mentira, temos um presidente que banalizou tanto a verdade que a brincadeira infantil caiu em desuso. Depois de tanta cloroquina, rachadinha, jacaré e gripezinha ninguém aguenta mais tanta fake news. Até o gabinete do ódio deve tirar folga hoje. Ou falar um pouco de verdade só para tirar onda com a data.

 

Mas não haveria cena melhor para ver hoje do que a manchete em letras garrafais: Bolsonaro caiu no dia Primeiro de Abril. Seria o inibido do fim de um pesadelo, que já ajudou a matar mais de 320 mil brasileiros. E que se manchete não vier hoje, que seja em breve. Amanhã há der outro dia. Com vacina para todos!

 

Vacina Já!

 

Paradinha Esportiva Paradinha Esportiva
Publicidade
Publicidade