1 evento ao vivo

Bolsonaro não é palmeirense e não gosta de futebol

Um torcedor apaixonado não daria camisa de outro time ao presidente chinês e nem vestiria tantas camisas

28 out 2019
21h11
atualizado às 21h12
  • separator
  • 0
  • comentários

O comentarista político da Globo News, Guga Chacra, levantou a lebre na semana passada. Palmeirense fanático, ele se indignou quando viu que Jair Bolsonaro entregou a camisa do Flamengo para o presidente da China. Lembrou com razão que um torcedor do Palmeiras, como Bolsonaro se declara, jamais faria isso.

Foto: Reuters

De fato, o mundo político só tomou conhecimento dessa paixão pelo Palmeiras recentemente. Até participar de forma oportunista da comemoração do título do Brasileiro no ano passado dentro de campo, não se tinha notícia de que o presidente havia frequentado o estádio do Verdão anteriormente.

Como o Flamengo é o time da moda, Bolsonaro começou a vestir a camisa do Mengão, apesar de dizer que no Rio é Botafogo. Também é possível achar fotos dele com a camisa do Vasco e pasmem: até agasalho do Corinthians ele já vestiu.

Jair diz ter ganho esse nome porque o pai, palmeirense, quis homenagear Jair da Rosa Pinto, ex-craque do Verdão nos anos 40 e 50. É uma pena que pelo jeito não tenha herdado a verdadeira paixão pelo futebol.

Político tentar pegar carona com o futebol não é inédito. Mas Jair extrapola qualquer limite. Além de distribuir camisas do Flamengo, ainda disse que havia sido convidado para ver a decisão da Libertadores no Chile, o que a diretoria do Mengão negou.

E o pior é que seu exemplo tem feito com que outros políticos caras de pau, como Major Olímpio, se aventurem a ir ao campo receber medalhas, como aconteceu na final do Paulista, quando o Corinthians foi campeão.

O excesso de politicagem pode até trazer benefício no início, mas o torcedor apaixonado enxerga de longe quando o que está em jogo é apenas oportunismo.

Veja também:

 

Paradinha Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade