PUBLICIDADE

Chelsea empata na Rússia e Juventus fica em 1º do grupo

Atual campeão sofre gol aos 48 do segundo tempo, fica no 3 a 3 com o Zenit e vê equipe italiana assumir a ponta

8 dez 2021 17h20
| atualizado às 17h40
ver comentários
Publicidade

O Chelsea cedeu o empate ao Zenit no fim e precisou se contentar com o segundo lugar no Grupo H da Liga dos Campeões, nesta quarta-feira. Jogando no frio da Rússia, o atual campeão empatou por 3 a 3 com a equipe da casa ao sofrer gol aos 48 minutos do segundo tempo, e viu a Juventus conquistar a primeira colocação da chave.

O time italiano chegou aos 15 pontos, dois acima do Chelsea. Os dois times entraram em campo nesta quarta já com a vaga garantida nas oitavas de final da Liga dos Campeões. Mas buscavam o primeiro lugar da chave para evitar o chamado segundo porte no futuro sorteio do mata-mata.

Na prática, o Chelsea terá maior chance de encarar um duro rival nas oitavas porque vai cruzar com algum dos times que foram os vencedores de suas chaves, caso de Bayern de Munique, Liverpool, Manchester City e Real Madrid, por exemplo. O Zenit, recheado de brasileiros, ficou em terceiro, assegurando o lugar na Liga Europa.

Com problemas de lesão e até caso de covid-19 no elenco, o Chelsea entrou em campo nesta quarta com oito mudanças. As principais ausências foram o zagueiro brasileiro Thiago Silva e o volante Kanté. Em compensação, Thomas Tuchel contou com o retorno do atacante Lukaku, voltando de lesão. Pelo lado do Zenit, quatro brasileiros foram titulares: Malcom, Claudinho, Wendel e Douglas Santos.

Apesar das alterações, o Chelsea começou melhor e muito rápido. Abriu o placar a 1min23s, registrando seu gol mais veloz na história da Liga dos Campeões. Após cobrança de escanteio na área, Timo Werner desviou em cima da linha para o gol. O lance "esquentou" uma partida difícil em meio aos 12 graus negativos registrados no lado externo do estádio.

Em desvantagem, o Zenit tratou de tentar capitalizar a falta de entrosamento da equipe londrina. Aproveitando espaços, principalmente na bagunçada defesa inglesa, chegou ao empate aos 37. Totalmente livre na área, Claudinho escorou de cabeça quase cara a cara com o goleiro Kepa e igualou o duelo.

Apenas três minutos depois, o time da casa encontrou novamente espaço na defesa rival. Malcom acertou lindo passe para Serdar, que disparou à frente dos zagueiros, invadiu a área, driblou o goleiro e mandou para as redes, virando o placar: 2 a 1.

Chelsea empata na Rússia e Juventus fica em 1º do grupo
Chelsea empata na Rússia e Juventus fica em 1º do grupo
Foto: Anton Vaganov

Mas o segundo tempo foi de fortes emoções para o torcedor russo, que não esquecerá tão cedo Timo Werner. O atacante foi o protagonista da grande virada emplacada pelo Chelsea. Aos 16, ele deu assistência importante para Lukaku. Dentro da área, ele só entregou nos pés do belga, que bateu quase dentro da pequena área e estufou as redes. Aos 40, ele mesmo resolveu, após boa trama do Chelsea pelo lado direito do ataque.

Lá atrás o Chelsea passou a jogar de forma mais organizada. E ainda contou com dia inspirado de Kepa. O goleiro reserva do time inglês fez uma defesa espetacular aos 25, em cima da linha, após cruzamento de Claudinho e cabeçada perigosa de Azmoun.

Aos 48 minutos do segundo tempo, Kepa não conseguiu evitar o empate. Em jogada encabeçada por Claudinho, a bola sobrou para Ozdoev, que acertou lindo chute de fora da área e mandou na gaveta. Foi o gol mais bonito da partida.

Juventus também vence

Em Turim, a equipe italiana fez a lição de casa. Bateu o modesto Malmö, da Suécia, por 1 a 0. O único gol do confronto saiu aos 17 minutos do primeiro tempo. Bernardeschi acertou belo cruzamento, de trivela, pela direita, e Kean cabeceou bonito para as redes.

Chelsea empata na Rússia e Juventus fica em 1º do grupo
Chelsea empata na Rússia e Juventus fica em 1º do grupo
Foto: Massimo Pinca

Sem maior poder de fogo, o time sueco não levou maior perigo ao gol da Juventus no restante do duelo. Em quarto lugar, o Malmö encerrou sua campanha com apenas um ponto, saldo negativo de 13 gols e sem a vaga na Liga Europa.

Estadão
Publicidade
Publicidade