8 eventos ao vivo

Em busca da liderança, Athletico-PR faz teste de fogo contra o Boca em Curitiba

Argentino, Marco Ruben vira arma para o time paranaense: 'É um rival com muita história'

2 abr 2019
08h28
atualizado às 08h46
  • separator
  • 0
  • comentários

O Athletico-PR tem uma missão complicada para confirmar a recuperação na Copa Libertadores depois de ter goleado o boliviano Jorge Wilstermann, por 4 a 0, pela segunda rodada da fase de grupos. Nesta terça-feira, em Curitiba, a partir das 21h30, o time rubro-negro recebe na Arena da Baixada o tradicional Boca Juniors, que é um dos principais candidatos ao título.

Antes da goleada sobre o Jorge Wilstermann, o Athletico-PR havia sido derrotado na estreia pelo Deportes Tolima, por 1 a 0, na Colômbia. Agora, a equipe está na vice-liderança do Grupo G, com três pontos. O invicto Boca Juniors tem um ponto a mais e é o líder da chave, mas corre o risco de ser ultrapassado nesta terça.

Esse será o segundo jogo da história entre os dois clubes. O primeiro e único aconteceu em 1973, pela Taça Atlântico Sul. De virada, o Athletico-PR venceu o Boca Juniors, por 2 a 1, na capital paranaense.

Diferente do que aconteceu contra o Jorge Wilstermann, quando pouco mais de 17 mil pessoas acompanharam a goleada por 4 a 0, a Arena da Baixada deve receber um grande público. Mais de 30 mil ingressos já foram vendidos de forma antecipada.

O último treinamento antes do jogo foi realizado nesta segunda-feira, justamente no estádio atleticano, e a imprensa pôde acompanhar apenas 15 minutos. A base que goleou o Jorge Wilstermann será mantida, mas o técnico Tiago Nunes tem uma dúvida no meio-campo. O experiente Lucho González disputa posição com Camacho, que foi titular diante dos bolivianos.

Uma das armas do Athletico-PR veste a camisa 9. Argentino, Marco Ruben já enfrentou o Boca Juniors quando defendia River Plate e Rosario Central. O atacante disse que o time rubro-negro precisa procurar impor o ritmo de jogo atuando em casa.

"São jogos especiais, porque é um rival com muita história. Mas nós, mais do que nunca, estamos focados em nosso jogo. Já joguei contra o Boca e temos que tentar impor o nosso ritmo de jogo, como sempre fazemos aqui", afirmou Marco Ruben.

A delegação do Boca Juniors desembarcou na tarde desta segunda-feira em Curitiba com o elenco quase completo. O atacante Ábila é o único desfalque depois de ter se lesionado na vitória sobre o Banfield, por 2 a 0, na última sexta-feira, pelo Campeonato Argentino. Na ocasião, o técnico Gustavo Álfaro poupou o volante Nández, o meia Villa e o atacante Benedetto.

O Boca Juniors vive uma boa fase e defende uma invencibilidade de sete jogos. Neste período, foram seis vitórias e apenas um empate. Além disso, o clube xeneize garantiu vaga na fase de grupos da Copa Libertadores do ano que vem com a vitória sobre o Banfield.

Com os mesmo três pontos do Athletico-PR, o Deportes Tolima ocupa a terceira posição deste Grupo G e, no fechamento da terceira rodada desta chave, enfrenta o Jorge Wilstermann, lanterna com um ponto, na Colômbia.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade