1 evento ao vivo

Pontos, punição injusta e ausência: o GP da Toscana dos brasileiros da Fórmula 2 e Fórmula 3

Felipe Drugovich e Enzo Fittipaldi foram os grandes destaques das categorias de suporte da Fórmula 1 na Toscana. Igor Fraga não correu

14 set 2020
17h26
atualizado às 18h04
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Felipe Drugovich somou pontos na Toscana
Felipe Drugovich somou pontos na Toscana
Foto: F2 / Grande Prêmio

O fim de semana dos pilotos brasileiros na Fórmula 2 e Fórmula 3 contou com bons desempenhos e pontos na bagagem, com destaque para Felipe Drugovich e Enzo Fittipaldi, que chamaram atenção em Mugello.

Piloto da MP Motorsport na Fórmula 2, Drugovich brigou por pódio na corrida 1 do fim de semana, fechando no quarto lugar. Ele não repetiu o bom desempenho no domingo, com 15º, mas os pontos foram suficientes para recolocá-lo no top-10 do campeonato.

"Larguei relativamente bem, mantive o quinto lugar, cheguei a estar em quarto e quando fui aos pits eu estava em segundo. Infelizmente, o pit-stop foi horrível e perdi cinco posições.O primeiro safety-car ajudou, pois pude recolocar pneus de composto mole e voltar muito rápido. No fim de tudo, ainda dá para considerar que foi um bom resultado, mas poderia ter sido muito melhor", detalhou o piloto sobre a corrida 1.

Felipe Drugovich é um dos brasileiros da Fórmula 2 e está no top-10 do campeonato
Felipe Drugovich é um dos brasileiros da Fórmula 2 e está no top-10 do campeonato
Foto: F2 / Grande Prêmio

Pedro Piquet, da Charouz, fechou em 13º e 12º, respectivamente. O brasileiro ainda viu o companheiro de equipe Louis Delétraz alcançar o pódio nas duas corridas do fim de semana.

"A classificação foi ruim para nós. Pegamos muito tráfego e não demos a volta que queríamos. Não sei se poderia pontuar no sábado, mas uma classificação melhor ajudaria. Tive problemas de aquecimento na corrida, tive de ir aos boxes, mas gostei de Mugello, é rápido e desafiador", comentou Piquet.

Guilherme Samaia, da Campos, é o único piloto da temporada sem pontuar. Ele chegou a receber uma punição da FIA no sábado por conta da alta velocidade no período de safety-car, mas a entidade pediu desculpas pelo equívoco após a corrida.

"Estávamos sob regime de safety-car virtual, e quando foi determinada a entrada do safety-car real, a equipe me mandou chegar no pelotão, então eu já podia acelerar um pouco mais, fora da zona de perigo, para me juntar aos outros carros. A direção de prova errou e me puniu por ter feito o que era correto. Tive que pagar a penalidade ficando dez segundos parado no box e aí não havia nada o que eu podia fazer", reclamou.

Na rodada final da Fórmula 3, Enzo Fittipaldi cresceu e somou pontos nas duas corridas. Foi quinto colocado no sábado e quarto no domingo. Os resultados deixaram o piloto da HWA em 15º na classificação final do campeonato.

Enzo Fittipaldi foi 15º no campeonato
Enzo Fittipaldi foi 15º no campeonato
Foto: F3 / Grande Prêmio

"Estou feliz com o resultado desta última etapa em Mugello. Eu queria muito um pódio, lutei muito por ele, mas termino meu ano de estreia na F3 com uma sensação boa de que fizemos um ótimo trabalho nessa última parte da temporada. Fico contente também por termos melhorado nosso desempenho na classificação, isso nos ajudou a estar entre os primeiros no final de semana inteiro", comentou o piloto.

Igor Fraga não teve a oportunidade de correr. A Charouz bloqueou a ida do piloto para a Hitech e ele se despediu da temporada da Fórmula 3 com apenas 1 ponto somado.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! .

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Veja também:

Eles trabalharam em transmissões e programas esportivos na TV. Você se lembra?
Grande Prêmio
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade