PUBLICIDADE

Pódio de Verstappen seria "impossível" sem chuva em Sóchi, diz consultor da Red Bull

Helmut Marko relembrou a estratégia da Red Bull em Sóchi e garantiu: Max Verstappen não teria ido ao pódio sem a chuva que embaralhou as voltas finais do GP da Rússia

27 set 2021 08h17
| atualizado às 08h30
ver comentários
Publicidade
Max Verstappen ganhou 18 posições no GP da Rússia. Largou em 20º e chegou em segundo
Max Verstappen ganhou 18 posições no GP da Rússia. Largou em 20º e chegou em segundo
Foto: Red Bull Pool Content/Getty Images / Grande Prêmio

Apesar de ver Lewis Hamilton reassumir a liderança do Mundial de Pilotos ao vencer o GP da Rússia, a Red Bull teve motivos de sobra para comemorar o segundo lugar de Max Verstappen. Depois de o holandês trocar de motor e largar em último, a equipe se deu por satisfeita. Ainda mais pelo fator sorte: de acordo com o consultor Helmut Marko, o segundo lugar não teria acontecido sem a chuva das voltas finais.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

"A chuva nos ajudou. Max calçou os intermediários no momento certo. Ele escalou o pelotão bem, mas infelizmente os pneus dele se desgastaram rápido. Isso nos forçou a mudar a estratégia. O pódio teria sido impossível sem a chuva", analisou Marko.

Max Verstappen está só 2 pontos atrás de Lewis Hamilton no campeonato
Max Verstappen está só 2 pontos atrás de Lewis Hamilton no campeonato
Foto: Alexander Nemenov/AFP / Grande Prêmio

Tendo em mente que em breve Hamilton terá de trocar a unidade de potência da Mercedes, Marko apontou nesta possibilidade uma oportunidade a ser aproveitada pelos taurinos, já que o britânico largará do fim do grid na ocasião. Por fim, já com olhos na reta final da temporada, projetou vitórias da Red Bull nos GPs da Cidade do México e de São Paulo, em pistas de alta altitude, Hermanos Rodríguez e Interlagos, respectivamente, que beneficiam o RBR16B.

"Espero que nossas informações estejam corretas, pois parece que Lewis [Hamilton] também terá um motor para trocar. Sair da última posição rumo ao pódio não é fácil. As próximas corridas são favoráveis para nós, principalmente as na altitude, como o Brasil e o México. Precisamos vencer e contra-atacar", concluiu o consultor

Passada a 15ª etapa do Mundial, Hamilton reassumiu a ponta do Mundial de Pilotos com 246,5 pontos, dois a mais que Verstappen. Na briga pelo título do Mundial de Construtores, a Mercedes, com 397.5 tentos, tem uma diferença de 33 pontos para a Red Bull.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! .

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade