3 eventos ao vivo

Pérez diz ter se sentido "o cara mais estúpido do mundo" ao pegar Covid-19

Sergio Pérez não se sentiu muito inteligente quando, no meio de 2020, foi o primeiro piloto da Fórmula 1 a ser contaminado pelo coronavírus durante a temporada

21 jan 2021
10h19
atualizado às 10h22
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Sergio Pérez conhece a Red Bull
Sergio Pérez conhece a Red Bull
Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool / Grande Prêmio

Sergio Pérez foi o primeiro piloto da Fórmula 1, em 2020, a testar positivo para Covid-19 durante a temporada. Por isso, ele ficou fora de dois GPs: ambos disputados em Silverstone, o da Inglaterra e dos 70 Anos.

Seis meses depois, ele já deixou a Racing Point, foi apresentado na Red Bull e, olhando para trás, afirma que não se sentiu das pessoas mais espertas do mundo ao contrair o vírus.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! .

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Sergio Pérez conhece a Red Bull (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

"Tive um ano duro, eu diria. Sobre o corona, fui o primeiro piloto a pegá-lo. Hoje é até mais comum que as pessoas peguem, mas na hora eu fiquei 'você é o cara mais estúpido do mundo por isso'. Foi bem duro lidar com isso", comentou.

Ele ainda teve de lidar com críticas por ter viajado ao México nos dias anteriores às provas na Inglaterra. À época, afirmou que foi visitar a mãe, que havia se acidentado, mas também foi flagrado em passeio de barco com a esposa, sem máscara, na Itália.

"Foi uma época crítica na minha carreira, por causa da situação contratual", seguiu Pérez, que tinha acordo com a Racing Point para seguir na hoje Aston Martin, mas que perdeu a vaga para Sebastian Vettel.

"Ao final perdi o assento, mas tudo deu certo. O problema é que eu não sabia disso então. Quando parecia que ficaria fora, fiquei relaxado. Pensei: 'bem, tive uma boa carreira e estou feliz comigo mesmo, vou dar tudo que posso a cada final de semana e ver o que acontece'."

"Quando a oportunidade na Red Bull surgiu, às vezes parecia que rolaria, outras não. Mas funcionou. Acho que é o tipo de chance que vem uma vez na vida, e estou pronto para fazê-la funcionar", finalizou o mexicano.

Grande Prêmio
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade