PUBLICIDADE

Honda encontra dano em motor de Verstappen e faz troca antes do GP da Hungria

Depois de inspeção feita no sábado, a Honda encontrou uma rachadura na unidade motriz que empurra o carro da Red Bull de Max Verstappen. A fornecedora japonesa, então, fez a troca, e o holandês vai acelerar com o terceiro motor na temporada. Não há punição no grid na Hungria

1 ago 2021 08h14
ver comentários
Publicidade
Max Verstappen vai correr no GP da Hungria com seu terceiro motor na temporada
Max Verstappen vai correr no GP da Hungria com seu terceiro motor na temporada
Foto: Red Bull Pool Content/ Getty Images / Grande Prêmio

Max Verstappen sofreu novo revés antes mesmo da largada do GP da Hungria, prova que acontece logo mais, a partir de 10h (de Brasília, GMT-3) deste domingo (1). Durante inspeção técnica no último sábado, horas depois da classificação em Hungaroring, a Honda encontrou uma rachadura na unidade motriz que empurra o carro #33 da Red Bull e, por precaução, decidiu fazer a troca, o que significa que Verstappen vai acelerar com seu terceiro motor na temporada, no limite determinado pelo regulamento da F1. Trata-se ainda de uma consequência da forte batida na primeira volta do GP da Inglaterra, há duas semanas.

E ainda que Verstappen não sofra nenhuma punição no grid por conta da troca neste fim de semana, certamente o holandês vai usar pelo menos uma nova unidade motriz ao longo da temporada, que tem a previsão de ter ao menos mais 12 GPs. Desta forma, Verstappen pode contar com uma sanção no segundo semestre da Fórmula 1.

Segundo a Honda, Verstappen vai usar neste domingo uma nova unidade motriz com a mesma especificação desenvolvida pela marca de Sakura.

Max Verstappen sofreu outro revés neste fim de semana na Hungria
Max Verstappen sofreu outro revés neste fim de semana na Hungria
Foto: Florion Goga/Red Bull Content Pool/Getty Images / Grande Prêmio

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! .

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

"Durante as inspeções pós-classificação, notamos algo na unidade de potência de Max que pode ser desenvolvida ao longo do fim de semana, provavelmente uma consequência do acidente em Silverstone. Portanto, fizemos a troca para uma nova unidade com a mesma especificação. Segundo o regulamento, Max está autorizado a largar da sua terceira posição no grid sem a incorrência de nenhuma punição", disse a Honda em comunicado.

A montadora realizou inspeções prévias antes de seguir para Hungaroring, e o desempenho de Max nos treinos de sexta-feira indicaram que não havia problemas e que a unidade motriz estava inteira depois do acidente em Silverstone.

Mas uma nova inspeção física, feita pela Honda na noite de sábado, detectou a rachadura na unidade motriz do carro de Verstappen, de modo que a troca foi inevitável.

Em entrevista ao site britânico The Race, Toyoharu Tanabe, diretor-técnico da Honda, se mostrou surpreso pelo problema encontrado no motor.

"Não podíamos ter 100% de certeza [do dano] porque não pudemos desmontar e verificar todas as peças por causa da vedação. Fizemos o máximo de inspeção que podíamos, mas sempre há chance de deixar escapar alguma coisa. Não esperava que isso acontecesse tão cedo, infelizmente", lamentou o engenheiro japonês.

Com novo motor, Verstappen vai largar em terceiro no GP da Hungria de logo mais, atrás do pole Lewis Hamilton e de Valtteri Bottas, segundo no grid da corrida magiar. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

TEM MAIS GUERRA NA F1! HAMILTON SEGURA VERSTAPPEN E É POLE DO GP DA HUNGRIA | Briefing

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade