PUBLICIDADE

Rahal e Rossi veem acidente em St. Pete como lance de corrida e evitam conflito

Embora tenham perdido a oportunidades em St. Pete, Graham Rahal e Alexander Rossi trocaram palavras apaziguadoras. Os dois se tocaram em briga por posição

28 abr 2021 12h32
ver comentários
Publicidade
Alexander Rossi
Alexander Rossi
Foto: IndyCar / Grande Prêmio

O acidente do GP de São Petersburgo entre Graham Rahal e Alexander Rossi foi um infortúnio para ambos os pilotos. Os carros se tocaram na curva 5 da pista de rua, sofrendo danos e trocando um possível top-5 pelas 15ª e 21ª posições, respectivamente. No entanto, os dois competidores amenizaram a situação e trataram de deixar o conflito de lado.

"Graham e eu temos um ótimo relacionamento, e eu não acho que foi intencional", disse Rossi. "É simplesmente uma pena. Acho que tínhamos uma chance entre os cinco primeiros com este carro. Não era para ser, de novo", lamentou. O ex-F1 cai para 16° na classificação do campeonato com 31 pontos, bem distante do líder Álex Palou, com 67.

Indy realizou a segunda corrida de 2021 em St. Pete
Indy realizou a segunda corrida de 2021 em St. Pete
Foto: IndyCar / Grande Prêmio

Na visão de Rahal, o acidente entre os dois pilotos também foi um mero lance de corrida. A parte verdadeiramente frustrante foi o fato de estar consolidado no top-10 até o incidente. Agora, o veterano vai para o Texas em 13º lugar, com 41 pontos, 26 atrás do líder Palou.

"Eu tive um pit-stop lento e acho que ele também. Ele travou os pneus na curva 4 e batemos as rodas", explicou Rahal.

"É uma pena porque poderíamos ter continuado perfeitamente bem com nossos dias. É o que é, mas é frustrante para nós", desabafou. "Nosso carro era rápido e as pessoas perceberam isso logo no início. Conseguimos seguir em frente, mas perdemos a oportunidade", encerrou.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! .

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Rossi, que não venceu em 2020 e perdeu uma provável vitória em St. Pete em outubro do ano passado, também foi questionado sobre sobre o sentimento de frustração após o choque com o carro de número #15.

"Há uma frustração acumulada no ano passado, mas agora é muito diferente do ano passado. O carro é muito mais rápido, esse era o problema mais difícil de consertar. Em um ponto as coisas vão se alinhar para nós", declarou.

A próxima etapa da Indy é a rodada dupla do Texas, que acontece entre os dias 1 e 2 de maio.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade