PUBLICIDADE

Receita Federal alerta sobre fraude via correspondência; entenda!

Golpe traz o nome e logotipo da Receita, mas direciona para um endereço eletrônico falso

23 ago 2021 11h34
ver comentários
Publicidade
Fraude por correspondência
Fraude por correspondência
Foto: Shutterstock / Finanças e Empreendedorismo

A Receita Federal (RF) lançou um alerta com relação a um golpe que voltou a ser aplicado por meio de correspondências. Utilizando-se do nome e logotipo da Receita, golpistas enviam, via Correios, cartas de "Intimação para regularização de dados cadastrais", as quais direcionam os destinatários para um site falso, que não pertence à Receita Federal.

Nesse site falso, os cidadãos são intimados a atualizarem os dados cadastrais, já que, a partir disso, os criminosos terão acesso aos dados fiscais e bancários dos cidadãos para aplicar outros golpes. 

Por isso, a Receita reforça que, caso o cidadão receba uma carta de "intimação" como a mostrada abaixo, ele a ignore e não acesse o endereço eletrônico mencionado. 

Exemplo de carta falsa enviada por Correios por golpistas / Imagem: Receita Federal
Exemplo de carta falsa enviada por Correios por golpistas / Imagem: Receita Federal
Foto: Finanças e Empreendedorismo

Aqueles cidadãos, porém, que precisarem fazer algum tipo de atualização ou consulta em seu cadastro, devem utilizar o site da Receita Federal. O serviço está disponível no  e-CAC, para acesso somente pelo próprio contribuinte ou seus procuradores legais. Lembramos que é possível acessar o e-CAC gerando um código de acesso, caso não possua certificado digital.

Projeto Cartas

Em julho, a Receita Federal deu início ao Projeto Cartas, no qual os contribuintes que estavam com pendências ou erros em suas Declarações de Imposto de Renda Pessoa Física (DIRPF) 2021 receberam um aviso com a solicitação da correção. 

Nessa ação, os contribuintes que possuíam alguma pendência receberam, via Correios, cartas como a mostrada no modelo abaixo. Caso tenha recebido, siga as instruções contidas nela ou entre em contato com a Receita Federal por meio dos canais oficiais para tirar possíveis dúvidas. 

Exemplo de carta oficial enviada pela Receita Federal em julho / Crédito: Ministério da Economia
Exemplo de carta oficial enviada pela Receita Federal em julho / Crédito: Ministério da Economia
Foto: Finanças e Empreendedorismo
Finanças e Empreendedorismo
Publicidade
Publicidade