PUBLICIDADE

Porto Seguro mira 'plano pet' com participação na varejista Petlove

Seguradora comprou 13,5% da varejista de produtos para bichos de estimação e quer atuação conjunta em solução de saúde animal

17 abr 2021
0comentários
Publicidade

A Porto Seguro informou ontem que sua empresa Health for Pet, que opera planos de saúde para animais de estimação, fechou acordo de combinação de operações com a varejista de produtos para pets Petlove. Com isso, a Porto Seguro passará a deter 13,5% de participação no negócio.

A operação da Health for Pet será transferida para a empresa de petshop online. A parceria vai gerar um lançamento: o plano de saúde Porto.Pet.

Segundo a Porto Seguro, o principal objetivo da operação é fortalecer o portfólio de produtos e serviços das duas empresas. A seguradora passa a oferecer todo o conjunto de soluções e conveniência da Petlove para sua base de clientes, enquanto a Petlove, adicionará mais um produto a seu "ecossistema pet".

"O mercado de saúde pet é muito pouco explorado. É um segmento que tem faturamento estimado de R$ 40 bilhões ao ano, com um e-commerce que cresce de forma aceleradíssima e ainda com penetração de 6% no mercado. Temos um terreno bastante exponencial da base de proteção aos pets", afirma Marcos Loução, vice-presidente de negócios financeiros e serviços da Porto Seguro.

Saúde

Os planos Porto.Pet terão custo a partir de R$ 100 para serviços ambulatoriais. O serviço pode custar mais, cerca de R$ 300, para a cobertura completa - os preços são definidos de acordo com a idade do animal. O plano já possui 41 mil vidas em carteira, incluindo cães e gatos, vindas da Health for Pet, e pretende quintuplicar a base no curto prazo.

"Acreditamos que podemos expandir em cinco vezes a estrutura dessa carteira o mais rápido possível", diz Loução. "Hoje, o produto está mais destinado a São Paulo e Rio de Janeiro. Imaginamos focar mais na expansão em Curitiba e Belo Horizonte, onde ele já existe, e também no Distrito Federal".

As empresas apostam no potencial de crescimento do mercado pet brasileiro, que já é um dos maiores do mundo. Além dos consumidores de produtos e serviços - os donos dos pets -, elas miram expansão do público de veterinários, com as plataformas que a Petlove já possui de educação veterinária e de gestão de hospitais e clínicas do segmento, como a VetSmart e a Vetus. Hoje, a Porto Seguro conta com cerca de 500 profissionais credenciados.

"Temos 100 mil veterinários que acessam a VetSmart pelo menos dez vezes ao mês, com um total de 120 mil veterinários credenciados. Somos o País que mais forma veterinários, com 460 faculdades de veterinária", diz Marcio Waldman, fundador da Petlove.

A Petlove tem projeção de alcançar R$ 900 milhões em faturamento no ano. "As projeções são conservadoras com relação ao potencial do que pode se realizar. Temos mais de 200 mil assinantes, cerca de 7 milhões de visitas mensais e uma base de mais de três milhões de clientes ativos. Só isso já nos ajuda muito nestes números", aponta Waldman.

A operação de combinação ainda está sujeita à aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Segundo Loução, as conversas para a chegada ao acordo anunciado ontem começaram há mais de um ano.

Estadão
Publicidade
Publicidade