PUBLICIDADE

Itaú: Com tesouraria, margem financeira gerencial vai a R$ 18,634 bi

3 mai 2021
0comentários
Publicidade

A margem financeira gerencial do Itaú Unibanco totalizou R$ 18,634 bilhões no primeiro trimestre deste ano, elevação de 4,7% ante igual intervalo de 2020. O impulso veio das operações de tesouraria. Na comparação com os três meses anteriores, a margem financeira gerencial cresceu 6,0%.

A margem financeira com o mercado, que reflete basicamente as operações de tesouraria, somou R$ 2,461 bilhões de janeiro a março, um salto de 223,8% em um ano. Mesmo na comparação com os três meses imediatamente anteriores, o desempenho foi forte, com incremento de 57,1%.

O Itaú explica, em relatório que acompanha suas demonstrações financeiras, que o desempenho da margem financeira com o mercado no trimestre ocorreu em função dos maiores ganhos no livro trading, nas unidades da América Latina e na estratégia de hedge externo.

Já a margem financeira com o mercado, que são aqueles operações que rendem spread para o banco como crédito, por exemplo, totalizou R$ 16,173 bilhões no primeiro trimestre, queda de 5,1% ante um ano. Na comparação trimestral, porém, subiu 1,0%. Contribuiu, conforme o banco, o maior volume de empréstimos no período.

"Esse efeito positivo foi parcialmente compensado pela menor quantidade de dias corridos no primeiro trimestre e pela continuada mudança no mix de produtos de crédito, com maior representatividade de créditos parcelados com garantias", justifica o Itaú, em seu balanço.

A taxa da margem financeira com clientes, considerando o resultado do banco no Brasil, permaneceu em queda. É o sexto trimestre seguido de retração. Foi a 8,5% ao fim de março contra 8,6% vista no término de dezembro último. Em um ano, era de 11,1%. O indicador ajustado ao risco de crédito do banco, porém, permaneceu estável em 6,2% na comparação trimestral.

Estadão
Publicidade
Publicidade