PUBLICIDADE

Desenrola renegocia R$ 29 bilhões em dívidas, e programa deve ser prorrogado

O governo federal pretende estender programa por mais três meses, até março de 2024

6 dez 2023 - 18h59
(atualizado às 19h21)
Compartilhar
Exibir comentários
Até o momento, foram renegociados R$ 29 bilhões em dívidas por meio do Desenrola.
Até o momento, foram renegociados R$ 29 bilhões em dívidas por meio do Desenrola.
Foto: JF DIORIO /ESTADÃO / Estadão

O Ministério da Fazenda comunicou nesta quarta-feira, 6, que o programa Desenrola, do governo federal, possibilitou a renegociação de dívidas no valor de R$ 29 bilhões para 10,7 milhões de pessoas.

As informações foram divulgadas durante a entrevista coletiva em Brasília, no Censo Nacional do Programa Desenrola Brasil, promovido pelo Ministério da Fazenda e pela Bolsa de Valores do Brasil (B3).

De acordo com Ministério da Fazenda, o governo federal pretende prorrogar o programa, previsto para terminar no fim deste ano, por mais três meses, até março de 2024.

"Queremos estender o Desenrola por mais alguns meses, para beneficiar toda a população”, disse Marcos Pinto, secretário de Reformas Econômicas do Ministério da Fazenda.

Ainda segundo a pasta, para continuar realizando a renegociação das dívidas após as modificações propostas, será preciso manter o cadastro na conta gov.br. Contudo, em vez de exigir os níveis "prata" ou "ouro", apenas o nível "bronze" será solicitado.

A fase 2 do programa, iniciada em outubro, abrangeu a renegociação de dívidas bancárias e não bancárias, como contas de luz, água, varejo e educação. Nessa etapa, foram oferecidos descontos que chegaram a 98,6% do valor originalmente devido. 

Os setores que se destacaram no ranking de renegociações na fase 2 foram Serviços Financeiros (R$ 3,3 bilhões), Securitizadoras (R$ 513 milhões) e Conta de luz (R$ 143 milhões).

No caso das contas de energia elétrica, mais de 82 mil pessoas foram beneficiadas, e o valor original da dívida desses consumidores foi reduzido de R$ 143 milhões para R$ 52 milhões, representando uma diminuição de quase 64%.

Das 5.571 cidades com público elegível para o programa na fase 2, renegociações foram realizadas em 5.491 localidades, o que corresponde a 98,6%.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade