PUBLICIDADE

Desenrola renegociou R$ 433 milhões no chamado de Dia D, com desconto médio de 86%

Mutirão para quitar e parcelar débitos antigos foi organizado pelo governo na quarta-feira, 22

23 nov 2023 - 18h03
(atualizado às 18h55)
Compartilhar
Exibir comentários
Notas de real
Notas de real
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil / Estadão

O Ministério da Fazenda informou hoje, 23, que o governo contabilizou R$ 433 milhões renegociados pelo Desenrola na quarta-feira, 22, quando foi organizado o chamado "Dia D - Mutirão Desenrola" para acelerar e ampliar a cobertura do programa. Segundo a pasta, cerca de 72 mil pessoas foram beneficiadas, incluindo pagamento parcelado. Nesse caso, a quitação pode ser feita em até 60 meses, sem entrada, com pagamento da primeira parcela em 2024.

O "Dia D" contemplou 150 mil dívidas, e o valor total renegociado, em apenas um dia, foi sete vezes maior que a média diária da última semana, disse a Fazenda, destacando ainda que o programa ofereceu descontos médios de 86%. O valor médio parcelado foi de R$ 1.087 e, à vista, o valor médio de pagamentos foi de R$ 262. "Nos momentos de pico de acessos à plataforma do Desenrola na internet, foram feitas mais de duas renegociações por segundo", apontou o Ministério.

Desde o outubro a plataforma do Desenrola já oferece a possibilidade de pagamento à vista de dívidas de até R$ 20 mil. Mas, na segunda-feira, 20, foi aberta também a possibilidade de parcelamento desses débitos. "Para difundir o Desenrola e conquistar maior adesão de participantes, os bancos aumentaram os horários de atendimento de parte de suas agências durante o Dia D.

Dados do Ministério da Fazenda indicam que 150 mil dívidas foram renegociadas no "dia D" do Desenrola
Dados do Ministério da Fazenda indicam que 150 mil dívidas foram renegociadas no "dia D" do Desenrola
Foto: André Dusek / Estadão / Estadão

A mobilização representou uma parceria do governo federal com bancos privados e públicos, como o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal, e demais entidades credoras participantes do programa. O atendimento voltado ao público do Desenrola continuará pelos canais dos bancos e demais credores do programa", informou a Fazenda. Lançado em 17 de julho, o Desenrola já permitiu que 3 milhões de brasileiros renegociassem cerca de R$ 26 bilhões em dívidas.

Estadão
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Seu Terra












Publicidade