0

Contração da indústria da zona do euro diminui em junho com alívio de restrições, mostra PMI

1 jul 2020
07h36
atualizado às 09h12
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A contração da indústria da zona do euro foi mais fraca do que o inicialmente calculado em junho, depois de mais economias do bloco terem aliviado restrições adotadas devido ao coronavírus, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês).

Linha de produção da Volkswagen é retomada após quarentena em Wolfsburg, Alemanha
27/04/2020
Swen Pfoertner/via pool via REUTERS
Linha de produção da Volkswagen é retomada após quarentena em Wolfsburg, Alemanha 27/04/2020 Swen Pfoertner/via pool via REUTERS
Foto: Reuters

Com as taxas de transmissão caindo em grande parte da Europa e as economias reabrindo, o PMI final de indústria se aproximou mais da marca de 50 que separa crescimento de contração em junho.

O PMI foi a 47,4 em junho de 39,4 em maio e preliminar de 46,9. O subíndice de produção saltou a 48,9 de 35,6.

"Os números finais do PMI para junho ampliam os sinais de que as fábricas da zona do euro estão vendo uma forte recuperação inicial conforme a economia suspende as paralisações pela Covid-19", disse Chris Williamson, economista-chefe do IHS Markit.

"As expectativas para o ano à frente também se recuperaram com força conforme aumentam as expectativas de que a economia continuará a encontrar seu ritmo nos próximos meses."

O subíndice de produção futura, que mede o otimismo para os próximos 12 meses, voltou a território positivo a 57,3 ante 44,6 em maio.

Entretanto, todos os outros subíndices permaneceram abaixo de 50, sugerindo que a recuperação pode ser lenta e longa.

Veja também:

BC corta Selic para 3% ao ano
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade