PUBLICIDADE

Bancos públicos vão destinar R$ 1,7 trilhão para programas da União até 2027

Segundo o Planejamento, cerca de 90% do total dos recursos servirão para financiar os programas Moradia Digna, Agropecuária Sustentável, Neoindustrialização, Desenvolvimento Regional e Agricultura Familiar

17 nov 2023 - 22h00
Compartilhar
Exibir comentários

BRASÍLIA - O Ministério do Planejamento e Orçamento informou que os cinco bancos públicos federais (Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, BNDES, BNB e Basa) contribuirão com um volume de crédito de R$ 1,7 trilhão para o financiamento de programas da União no período de quatro anos vigência do Plano Plurianual 2024-2027.

Prédio da Caixa;benefício, valores serão disponibilizados até o dia 31 de março deste ano e poderão ser resgatados até 29 de dezembro de 2022
Prédio da Caixa;benefício, valores serão disponibilizados até o dia 31 de março deste ano e poderão ser resgatados até 29 de dezembro de 2022
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil / Estadão

Desse total, R$ 572,4 bilhões devem vir da Caixa; R$ 519,5 bilhões, do Banco do Brasil; R$ 307,8 bilhões do BNDES; R$ 224,7 bilhões, do BNB; e R$ 73,2 bilhões, do Basa.

O ministério informou ainda que R$ 1,5 trilhão, ou 90,5% do total, concentram-se em cinco programas: Moradia Digna, Agropecuária Sustentável, Neoindustrialização; Desenvolvimento regional e Agricultura Familiar.

"Os créditos dos bancos públicos são pilares fundamentais para alavancar o desenvolvimento, seja diretamente, seja como operações de segundo piso", disse a secretária Nacional de Planejamento, Leany Lemos, por meio de nota divulgada pelo Ministério.

Segundo o órgão, os bancos federais são "parte dos instrumentos para financiar os programas do Plano Plurianual e irão impactar diretamente a população por meio de programas ligados à moradia digna, produção de alimentos, neoindustrialização, infraestrutura e enfrentamento a mudanças climáticas".

Estadão
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade