PUBLICIDADE

LGBTQIA+: 7 personalidades que se destacam na luta por respeito

Nas redes sociais e nas mais diversas expressões artísticas, eles atuam pela liberdade de amar

15 jun 2021 10h35
| atualizado em 25/6/2021 às 16h56
ver comentários
Publicidade
Marcela McGowan, Linn da Quebrada e Pabllo Vitar estão na lista; confira.
Marcela McGowan, Linn da Quebrada e Pabllo Vitar estão na lista; confira.
Foto: Montagem/FC/Instagram / Famosos e Celebridades

Mundialmente, o mês de junho é marcado pelo Orgulho LGBTQIA+, iniciado com rebelião de Stonewall, em 1969. Mais do que ser um momento de celebração, onde bandeiras coloridas ganham ruas e avenidas, a data é um pedido de visibilidade e respeito para aqueles que se identificam dentro do movimento.

Apesar de tantos retrocessos no Brasil, diversos nomes ganharam espaço ao se colocarem na linha de frente contra o preconceito. Hoje, eles usam suas imagens para denunciar um cenário triste e caótico. Confira:

Pabllo Vittar

Ícone da música. Além de conquistar um legado de fãs e seguidores, Pabllo abriu as portas para que outras 'manas' se destacassem nas mais diversas expressões artísticas. 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Pabllo Vittar (@pabllovittar)

Um dos momentos mais icônicos foi quando a drag, usando um vestido rosa, estilo Barbie, se apresentou na sede das Nações Unidas, de Nova York, em 2019. A cerimônia comemorava o aniversário da rainha da Inglaterra e contou com o show da brasileira que aproveitou o momento para falar sobre as dificuldades em ser LGBTQIA+.

Linn da Quebrada

Linn é conhecida como uma artista plural, com destaque na música, cinema e TV. A paulistana faz do seu corpo sua principal plataforma artística e política, conquistando lugares nunca abertos antes para a população trans. 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Linn da Quebrada (@linndaquebrada)

Em 2019, Linn lançou o documentário "Bixa Travesty", sendo protagonista e participante do roteiro. Além disso, fez parte do elenco da série "Segunda Chamada" da TV Globo. No YouTube, seu canal conta com mais de 88 mil inscritos e 54 vídeos. Frequentemente a artista descreve suas músicas como "arma apontada para a própria cabeça" ou ainda "um feitiço que se vira contra a própria feiticeira". Já em junho de 2020, ao lado de Liniker, Linn estrelou as capas digitais Vogue Brasil.

Marta

Certamente o ano de 2019 foi dela! Marta, uma mulher negra, de 35 anos, lésbica e noiva de Toni Deion Pressley, sua companheira no time Orlando Pride, nos Estados Unidos, se tornou a maior goleadora de todas Copas do Mundo.

A camisa 10 da seleção brasileira foi escolhida como a melhor futebolista do mundo por seis vezes, sendo cinco de forma consecutiva. Um recorde, entre homens e mulheres. 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por martavsilva10 (@martavsilva10)

"É um momento especial e a gente tem que aproveitar. Digo isso no sentido de valorizar mais. Valorize! A gente pede tanto, pede apoio, mas a gente também precisa valorizar", disse a jogadora enquanto a seleção se despedia da Copa do Mundo da França, em 2019.

Silvero Pereira

O ator é um grande destaque no cinema nacional. Cearense, Silvero interpretou Lunga, o cangaceiro queer no filme "Bacurau" e desfilou pelo tapete vermelho do Festival de Cannes, onde a produção ganhou o prêmio do júri, vestido de Gisele Almodóvar, seu alter ego. 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por S I L V E R O P E R E I R A (@silveropereira)

Vencedor do prêmio "Homem do Ano" da revista GQ em 2019, o ator subiu no palco da premiação vestido de Gisele e deu um discurso inspirador. "Imagino que muita gente deve se perguntar agora: 'como alguém pode ganhar um prêmio chamado "Homens do Ano" vestido dessa forma?' 'É para aparecer?' Não, eu não quero likes. Eu vim do sertão do Ceará. Sei o que é passar fome e o que é passar sede. Eu fui violentado socialmente por diversos anos. Mas eu estou aqui e queria dizer que o meu lado feminino empodera o meu lado masculino. É por isso que eu vim assim", disse. 

Marcela McGowan

Nas redes sociais, a ex-BBB e ginecologista usa seu espaço e visibilidade para levantar questões importantes como feminista, saúde sexual da mulher e a causa bissexual, especialmente após assumir seu relacionamento com a sertaneja Luiza. 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Marcela Mc Gowan (@marcelamcgowan)

"Recebi muito carinho, mas também muitas críticas e julgamentos. No começo era a história do 'isso é mídia' ou 'ué não sabe o que quer', depois começaram alguns comentários invalidando a relação entre mulheres, infelizmente isso é uma realidade, as pessoas ainda têm muito preconceito", diz em entrevista para a Vogue Brasil.

Bia Ferreira

Cantora, compositora, multi-instrumentista, ativista, negra e lésbica. Bia Ferreira prefere se definir como "artivista". Após estourar com "Cota não é esmola", canção que a colocou como uma das grandes revelações da música brasileira e da luta antirracista, em 2019 a jovem lançou o seu primeiro álbum, Igreja Lesbiteriana, Um Chamado. São oito músicas e um poema, formando uma rede de crítica social.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por BIA FERREIRA (@igrejalesbiteriana)

Indicada ao prêmio de "Cantora Revelação", no Women Music Events, em 2019, a autora do single viu a sua canção se tornar leitura obrigatória para os vestibulares da Universidade de Brasília (UnB), Univerdade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Gil do Vigor

Ex-BBB, economista e protagonista do primeiro beijo entre homens na história do Big Brother Brasil. Gil do Vigor, como ficou conhecido, é um homem negro, gay e que durante o confinamento, fez questão de levantar diálogos sobre representatividade, educação e a importância do respeito com as causas LGBTQIA+. 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por GIL DA VIGOR (@gildovigor)

Apesar de não conquistar o grande prêmio do reality, aqui fora ele equilibra a vida de influenciador digital, com os debates recorrentes ao movimento e todas as pautas inclusas. 

Famosos e Celebridades
Publicidade
Publicidade