2 eventos ao vivo

Flávio Silvino: relembre a carreira e o acidente do ator e cantor

No ar com a reprise de 'Laços de Família', filho de Paulo Silvino está aposentado da vida artística; veja vídeos de suas músicas e atuações

28 out 2020
18h08
atualizado às 20h21
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Flávio Silvino interpretou o personagem Paulo em 'Laços de Família'.  
Flávio Silvino interpretou o personagem Paulo em 'Laços de Família'.
Foto: Globo / Divulgação / Estadão

Flávio Silvino, ator que ficou conhecido por seu papel na novela Vamp, lançou-se cantor com o álbum Pra Quê? e teve sua carreira interrompida por conta de um acidente de carro em 1993, pode ser visto atualmente na reprise de Laços de Família, no Vale a Pena Ver de Novo.

Recentemente, em entrevista ao jornal Extra, sua mãe, Diva, revelou que ele está aposentando da carreira artística e passa a maior parte de seus dias ouvindo música e vendo TV.

Relembre mais detalhes sobre a carreira e o acidente de Flávio Silvino abaixo.

O início da carreira de Flávio Silvino

Flávio veio de uma família de artistas. Seu avô, Silvino Neto, foi cantor e compositor conhecido no passado, e seu pai, o humorista Paulo Silvino (lembrado pelo porteiro Severino, do "Cara, crachá"), contracenou com nomes como Jô Soares e Chico Anysio.

Como podia-se esperar, fez curso de teatro na juventude e ganhou sua primeira experiência televisiva ainda jovem, gravando o programa Condomínio Brasil, do SBT, que nunca chegou a ir ao ar. Na mesma época, fez uma participação especial no Cassino do Chacrinha. Pouco depois, em 1991, viria sua grande chance na TV.

Flávio Silvino em Vamp

Flávio Silvino como Matosão em cena da novela 'Vamp'  
Flávio Silvino como Matosão em cena da novela 'Vamp'
Foto: Reprodução de 'Vamp' (1991) / Globo / Estadão

Na novela de Antonio Calmon protagonizada por Ney Latorraca e Claudia Ohana e exibida entre 15 de julho de 1991 e 8 de fevereiro de 1992, Flávio Silvino dava vida ao personagem Matosão.

Filho de Matoso (Otávio Augusto) e irmão de Matosinho (André Gonçalves). Truculento, seu personagem se envolvia em diversas brigas e era apaixonado por Jade (Luciana Vendramini).

Com jeito de galã, o sucesso de Silvino foi instantâneo, conforme consta no Estadão de 4 de novembro de 1993:

"O reconhecimento repentino deixou Flávio um pouco assustado. A reprecussão do vampiro-rebelde foi tanta que fãs passaram a assediá-lo de maneira pouco gentil: sofreu com puxões de cabelo e mordidas nos lábios.

Mas, a partir daí, sua agenda lotou com pedidos de apresentação de bailes de debutantes em todo o País"

Vieram também participações em programas como o Domingão do Faustão e o Mulheres, da Gazeta, além de declarações a revistas voltadas ao público feminino.

Pelo personagem Matosão, em Vamp, Flávio Silvino recebeu o prêmio de "Revelação Masculina" da APCA Associação Paulista de Críticos de Artes).

Flávio Silvino em Deus nos Acuda

A segunda novela de Flávio Silvino foi Deus nos Acuda, que esteve no ar entre 31 de agosto de 1992 e 27 de março de 1993, protagonizada por Dercy Gonçalves.

Na história, era Hugo, um estudante de turismo que trabalhava como guia, levando marinheiros 'gringos' para conhecer mulheres em uma boate. Seu personagem dividia apartamento com Igor (Cláudio Fontana), Zelito (Luigi Baricelli) e Jazão (Edgar Amorim).

Flávio Silvino lança carreira como cantor

"Flávio Silvino é outro ator que decidiu faturar como cantor. Acaba de lançar CD pela Sony", constava no Estadão de 29 de agosto de 1993.

Depois de sua estreia na TV, e quando vinha estudando música, o ator recebeu um convite do presidente da gravadora Sony Music para fazer um teste. Foi aprovado e assinou contrato de um ano e meio, mudando seu visual e lançando Pra Quê?, álbum de músicas românticas.

Capa e contracapa do disco lançado por Flávio Silvino como cantor  
Capa e contracapa do disco lançado por Flávio Silvino como cantor
Foto: Reprodução de capa do disco de Flávio Silvino / Estadão

A canção que dava nome ao disco, composta por Claudio Fernando e Arnaldo Saccomani (morto no último mês de agosto) foi cantada em diversos programas de TV e era destaque nos shows de sua agenda.

Voltar a trabalhar como ator não era uma de suas prioridades à época: "Gosto pra caramba de fazer TV, mas agora só penso na música".

No YouTube, é possível encontrar registros de participações de Flávio Silvino cantando em atrações como o Sabadão Sertanejo, de Gugu Liberato, e o programa de Hebe Camargo, no SBT.

Como foi o acidente de Flávio Silvino

Em 2 de novembro de 1993, aos 22 anos de idade, Flávio Silvino voltava de viagem após o feriado do Dia de Finados. Em seu carro, um Voyage, também estava seu irmão, João Paulo, de 11 anos. Eles vinham na BR-124, indo em direção a Rio Bonito.

Por volta das 15h, na altura do km 24, um furgão foi ultrapassado por um ônibus, perdeu a direção e tombou sobre o carro de Flávio e uma moto que estava próxima.

Wanderson Machado Fernandes, o motorista da motocicleta, morreu no local. João Paulo teve ferimentos leves e Silvino sofreu traumatismo craniano, contusão no tórax e fratura no braço.

Em estado gravíssimo, foi levado à UTI da Clínica Santa Helena, em Cabo Frio. Ele passou 16 dias em coma profundo, e, posteriormente, ficou em estado chamado de "coma vigil", de olhos abertos, mas "alheio a tudo".

Semanas depois, em 29 de novembro, ele foi transferido para a Clínica São Vicente, na região da Gávea, na capital fluminense.

Somente em 13 de fevereiro de 1994 Flávio 'voltou'. Ouviu uma piada do pai, Paulo Silvino. "Ele riu muito e, na manhã seguinte, ao ouvir a voz da mãe no telefone, chorou", relembrava o humorista ao Estadão, em 3 de julho daquele ano.

O jovem passava por tratamento intenso e, segundo o pai, financiado pela Globo. Fisioterapeutas, fonoaudiólogas, terapia ocupacional, um neurologista e uma psicóloga ficaram à sua disposição. Segundo eles, o apoio da família foi vital para a recuperação.

"Quando o médico falou que, nesses casos, um paciente em dez escapava, eu disse: 'vai ser o meu filho'. E foi. Ele vai ficar bom", contava Paulo Silvino, que destacava centenas de cartas recebidas desde o acidente: "Ele conseguiu unir pessoas de todas as religiões".

O neurocirugião Luiz Carlos Pereira da Silva, que operou Flávio, explicava que "a sorte do Flávio foi ter ido para um hospital de emergência", e destacava o fato de o cantor ser "jovem, saudável e sem vícios" como "fundamental".

Laços de Família - a volta de Flávio Silvino como ator

Cerca de sete anos após seu acidente, Flávio Silvino recebeu um convite para atuar na novela Laços de Família, de Manoel Carlos, protagonizada por Vera Fischer, Reynaldo Gianecchini e Carolina Dieckmann e exibida entre 5 de junho de 2000 e 2 de fevereiro de 2001.

Na trama, era Paulo, filho de Miguel (Tony Ramos) e irmão de Ciça (Júlia Feldens). Seu personagem, assim como ele, havia sofrido um grave acidente de carro, e precisava passar por tratamento por conta das sequelas neurológicas.

"O Miguel não protege o Paulo, da mesma forma como não há proteção com o Flávio. Ele mesmo disse que não era um coitadinho e não queria ser tratado como tal. É bonito ver a doação dele para a novela", elogiava seu parceiro de cena, Tony Ramos.

Como está Flávio Silvino hoje

Atualmente, é possível assistir às atuações de Flávio Silvino nas reprises de Laços de Família, no Vale a Pena Ver de Novo. Depois da novela, o ator e cantor fez poucas aparições na TV. Uma delas ocorreu no Criança Esperança, em 11 de agosto de 2001.

Ao lado de Paulo, entrou no palco com o auxílio de uma bengala e caminhando com certa dificuldade. "É uma sastisfação indescritível estar participando com o meu filho - vivo! - desse Criança Esperança", emocionou-se o pai.

Em uma de suas aparições públicas mais recentes, Flávio Silvino apareceu grisalho e usando uma cadeira de rodas, no enterro do pai. Paulo Silvino morreu em agosto de 2017, após um câncer no estômago, recebendo diversas homenagens de amigos e colegas.

Em declaração ao jornal Extra, sua mãe, Diva, contou que Flávio está aposentado e costuma passar o tempo ouvindo música e assistindo televisão, em especial telejornais. Ela ressalta que prefere que o filho não dê entrevistas.

"Foi um trabalho longo para convencê-lo a aceitar a ideia da aposentadoria. Quero deixar o Flávio viver a vida dele sem pensar em TV", contou à publicação em 27 de outubro de 2020.

O restante da família também seguiu os passos artísticos. Isabela Silvino, filha de Paulo, lançou-se como cantora em 2019, aos 30 anos.

Já João Paulo, o outro irmão de Flávio Silvino, fez sua estreia como ator na TV na novela Caminhos do Coração, como um dos 'mutantes' da Record.

"Às vezes vejo meu irmão bem ali, na TV, no auge da carreira, e me bate uma tristezona, mesmo. Certos destinos são duros de entender e aceitar. Esse é um que até hoje a gente se questiona. Certeza que ele ia crescer ainda mais. Flávio era muito ambicioso, no sentido bom da palavra. E corria atrás, mesmo", escreveu Isabela Silvino no Twitter em setembro.

Ela frequentemente faz postagens em que cita o irmão, Flávio, nas redes sociais. Confira algumas abaixo.

Veja também:

Juliana Paes! 5 vezes que ela esquentou a timeline!
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade