Nova geração de coreógrafos é aposta da 'Temporada do Alfa'

Grupo Corpo apresenta duas peças inéditas e o Balé da Cidade de São Paulo faz estreia mundial de “Adastra”

27 mai 2015
09h41
atualizado às 12h01
  • separator
  • 0
  • comentários

A Temporada de Dança 2015 do Teatro Alfa está repleta de comemorações e mais reduzida. Porém, esta edição vem provar que “menos é mais”. Por enquanto, apenas as vendas das assinaturas já começaram.

Ballet du Grand Théâtre de Genève traz duas coreografias ao Brasil com seu elenco de 26 bailarinos
Ballet du Grand Théâtre de Genève traz duas coreografias ao Brasil com seu elenco de 26 bailarinos
Foto: GTG / Vincent Lepresle / Divulgação

“Teremos duas companhias brasileiras e duas do exterior”, contabiliza João Carlos Couto, consultor da programação internacional de dança. Segundo ele, em doze anos a Temporada oscilou. “Umas vezes fizemos menos, outras mais. O fato de estar mais curta neste ano não significa que perdeu qualidade. Muito pelo contrário”, defende o consultor, para quem a vinda do Grupo Corpo é o ponto alto da mostra.

“Vamos festejar os 40 anos do Corpo. É sempre uma alegria recebê-los”, confessa ele ao lembrar que desde o início da história do evento o grupo mineiro se apresenta na Temporada. “É uma tradição. O público já espera por isto”. E complementa. “Sempre há grande expectativa para uma nova coreografia do Rodrigo Pederneiras. Mas, desta vez, ele traz também uma peça de Cassi Abranches”, pontua.

Pederneiras diz que vem amadurecendo a ideia da sucessão. Ele, que desde 1981 assina todas as coreografias do Grupo Corpo, reconhece que é hora de renovar. “Andei acompanhado os trabalhos coreográficos da Cassi. Estou fascinado”, confessa.

Bailarina por doze anos no Corpo, a coreógrafa revelação ainda não está totalmente convencida do momento atual da sua carreira. “Sinto frio na barriga. A ficha está caindo aos poucos”. Mesmo tendo o acolhimento de Pederneiras, Cassi ainda terá que passar pelo exigente crivo do público do grupo.

Duas peças inéditas serão apresentadas e ainda estão sem título. “O nome é a última coisa”, afirma Pederneiras. Só o que se sabe é que Cassi coreografa sobre a base musical assinada por Samuel Rosa e gravada pelo Skank. Para a sua obra, Pederneiras encomendou uma trilha nova ao compositor Marco Antonio Guimarães, que foi desenvolvida pelo Uakti e interpretada pela Orquestra Filarmônica de Minas Gerais.

Mais festas
Couto se mostra aliviado pelo convite feito ao Balé da Cidade de São Paulo (BCSP). “Vamos comemorar o 45º aniversário com dois anos de atraso”, diz ele, com uma ponta de remorso, exaltando a companhia paulista que, na opinião dele, está vivendo uma renovação de repertório sob direção de Iracity Cardoso.

“Ele está perdoado”, absolve Iracity que ainda sente reverberar o sucesso da apresentação da coreografia do sueco Alexander Ekman, no Rio, dentro da programação do Festival O Boticário na Dança. “Foi um sucesso”, resume.

Balé da Cidade de São Paulo apresenta “Cacti” juntamente com a Orquestra Experimental de Repertório e faz estreia mundial de “Adastra”
Balé da Cidade de São Paulo apresenta “Cacti” juntamente com a Orquestra Experimental de Repertório e faz estreia mundial de “Adastra”
Foto: Sylvia Masini / Divulgação

O BCSP e a Orquestra Experimental de Repertório, corpos artísticos residentes do Theatro Municipal de São Paulo (TMSP), se apresentam na casa do vizinho ampliando o alcance. “O público do Alfa não é exatamente o mesmo do TMSP”, diz Iracity. “Tem muita gente que diz pra mim que não viu ‘Cacti’. E vai poder ver junto com nossa estreia mundial de ‘Adastra’ ”.

O novo trabalho do BCSP vai ser desenvolvido a partir do mês de agosto pelo espanhol Cayetano Soto, que já pediu para também fazer o projeto de iluminação e os figurinos. Couto destaca a importância dos coreógrafos das peças do BCSP no cenário internacional e anuncia a atração: Cirque Plume.

“É um ano de festa”, comemora o consultor lembrando que os franceses trazem “Tempus Fugit?”, o décimo trabalho da companhia que ficou conhecida mundialmente por inaugurar o novo circo. “É um espetáculo comemorativo dos 30 anos que teve estreia em 2013”, diz o consultor do Alfa.

Já que ninguém está escondendo a idade, do alto dos seus 53 anos, o Ballet du Grand Théâtre de Genève mostra seu frescor em duas coreografias. “Queremos apresentar o trabalho do coreano Ken Ossola ao público brasileiro”, destaca Couto, indicando que o artista radicado na Suíça é o criador de “Lux”.

“Também teremos ‘Glory’, do Andonis Foniadakis”, acrescenta ele, destacando que a Temporada será marcada por novos olhares para dança. “Cassi, Ossola, Soto, Ekman e Foniadakis fazem parte de uma nova geração de coreógrafos”, conclui.

Temporada de Dança 2015
Teatro Alfa

30 de julho a 2 de agosto
Cirque Plume

12 a 16 e 19 a 23 de agosto
Grupo Corpo                                        

12 e 13 de setembro
Ballet du Grand Theatre de Genève         

24 a 27 de setembro
Balé da Cidade de São Paulo                     

Horários
Quartas e quintas-feiras, 21h
Sextas-feiras, 21h30
Sábados, 20h
Domingo, 18h

Benefícios do Assinante
* 15% de desconto nos ingressos dos espetáculos da Temporada (Assinatura especial - 30% de desconto para pessoas da terceira idade e estudantes);
* Poltrona cativa em todos os espetáculos da Temporada de Dança 2015;
* 50% de desconto no serviço de valet park;
* 10% de desconto na compra de ingressos para outros espetáculos da programação do Teatro Alfa;
* 04 ingressos para qualquer espetáculo da Temporada Infantil 2014;
* Kit de assinatura (ingressos e vouchers) entregue em casa;
* Pagamento em até 3 vezes sem juros com cartão de crédito;

Valores
Setor 1: R$ 501,50 (Normal) e R$ 413,00 (Especial)
Setor 2: R$ 484,50 (Normal) e R$ 399,00 (Especial)
Setor 3: R$ 280,50 (Normal) e R$ 231,00 (Especial)
Setor 4: R$ 170,00 (Normal) e R$ 140,00 (Especial)

Assinatura Normal refere-se a 15% de desconto no valor do ingresso
Assinatura Especial, com desconto de 30%, é destinada maiores de 60 anos e estudantes

Renovação das assinaturas até 15 de junho

Para fazer a assinatura é preciso se cadastrar no www.teatroalfa.com.br

Fonte: Cross Content
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade