PUBLICIDADE

Carro por Assinatura

Custo de oportunidade: o que é e como usar a seu favor

Entenda o que significa custo de oportunidade e como identificar oportunidades para investir melhor o seu dinheiro.

13 dez 2021 19h20
| atualizado em 22/12/2021 às 18h03
ver comentários
Publicidade
Entenda o que significa o custo de oportunidade
Entenda o que significa o custo de oportunidade
Foto:

Já se perguntou qual seria a análise ideal para você ter bons resultados ao fazer um investimento? Pois é para isso que existe o chamado custo de oportunidade. Aprenda o que ele significa e como ele pode ser utilizado para identificar as oportunidades de investir melhor o seu dinheiro.

O que é custo de oportunidade?

Este termo é utilizado no mundo da economia em situações em que é preciso tomar uma decisão sobre qual investimento fazer. O custo de oportunidade equivale ao valor que você abre mão quando escolhe uma opção ao invés de outra. De um lado você tem ganhos, do outro perde-se algo. É sinônimo de “custo econômico”.

É necessário ter um valor para calcular o custo de oportunidade?

Não. O custo de oportunidade não precisa ser exatamente quantificado. Escolher uma faculdade e investir no próprio futuro difere de quem escolhe um trabalho temporário antes do ensino superior. Assim, o custo econômico é válido não somente em escolhas de grande investimento (como carreira), mas também pode ser aplicado em escolhas de rotina (como um prato do seu restaurante favorito).

Em suma, o custo de oportunidade seria a solução ideal para você ter como resultado o melhor benefício possível em troca de um custo menor. Esta é a rentabilidade daquilo que deixou de ser feito. Assim, você terá o seu novo custo (o valor total atualizado) para tomar como referência principal.

Para você avaliar melhor o que seria o seu custo de oportunidade é bem importante colocar todas as opções no papel, pois elas podem envolver altos riscos e, com o devido planejamento, você evita que o tiro saia pela culatra. Independente do cenário, não existe o que seria o “certo” ou “errado”: é você quem dita qual escolha será mais benéfica para o momento presente e, em especial, se considerar todo o investimento feito a longo prazo.

Trade-off é a mesma coisa que custo de oportunidade?

Não exatamente. O chamado trade-off, termo em inglês que se aproxima do nosso “dilema”, é usando quando alguém se depara com a necessária escolha de uma opção a outra. Até aí ele lembra o custo de oportunidade, mas a maior diferença é que você não pode escolher ambas as opções, sendo preciso sacrificar com grande peso o “plano A” ou o “plano B” que você tiver.

Já o custo de oportunidade é um conceito mais abrangente, no qual você pode colocar suas obrigações e responsabilidades a qualquer momento da sua rotina – ainda que seja muito mais comum ouvirmos esta expressão tratando de negócios, em um meio de economia. É o “querer” e tirar maior proveito, não uma questão de necessidade pura, como costuma ser aplicado o tal trade-off.

Quais são exemplos de custos de oportunidade?

O custo de oportunidade também pode ser aplicado na troca/aquisição de um carro zero quilômetro
O custo de oportunidade também pode ser aplicado na troca/aquisição de um carro zero quilômetro
Foto:

Pelo fato de esta economia abstrata ser bem complexa de explicarmos sem dar exemplos, vamos a um. O custo de oportunidade se calcula a partir do benefício que se teria sobre uma segunda opção.

O custo de oportunidade está conosco em quase todas as escolhas do dia a dia, desde o que você irá tomar no café da manhã na padaria preferida a até qual comida você vai escolher pedir como delivery. Ela se torna mais evidente, porém, quando temos uma escala maior. Se você opta por um veículo de R$40 mil ao invés de adquirir um que custa R$50 mil, se diz que você teve uma economia de R$10 mil. Este seria o custo de oportunidade.

Ainda dentro destes exemplos, um carro de 60 ou de 80 mil reais representam um grande comprometimento de capital, que poderia ser melhor investido. Quando a gente fala sobre investimentos financeiros, o investidor geralmente opta pelo cenário que resulte em uma rentabilidade mais alta. É isto que irá definir se haverá um retorno maior do que os custos de oportunidades avaliados.

Para investidores, há outro cenário. O custo de oportunidade pode muito bem surgir a partir da expectativa de lucros, que podem ser quantificados (em milhares de reais) ou equivalentes entre si (um negócio ser 20% mais lucrativo que outro, por exemplo). A comparação dos dois ou mais planos também é considerada uma forma de você medir o custo de oportunidade, por conta da rentabilidade e chances de sucesso.

Mais uma forma de aplicarmos isso é quando falamos do custo de oportunidade ambiental, se baseando no quanto um indivíduo (ou grupo) pode render a partir do uso de um recurso natural. A exploração de um recurso seria o “sacrifício”, o contraponto a colocarmos na balança quando falamos da tal oportunidade. Se você deixar uma grande pegada de carbono, por exemplo, isso deve ser levado em consideração também.

Além disso, você também pode ter um custo de oportunidade calculado em zero absoluto, sabia? Isso funciona quando você tem, basicamente, uma única opção. No outro lado da balança, portanto, teríamos um certo prejuízo caso não escolhamos a dita opção – ou seja, você estaria “escolhendo” uma opção ao invés do prejuízo, com seu lucro sendo zerado.

Na prática, o custo zero calha de ser muito abstrato, pois dificilmente você terá somente (e literalmente) uma opção diante de você. Por isso é importante sempre analisar todos os cenários possíveis antes de fazer uma escolha, para evitar que se chegue a um momento de custo zero, ou prejuízo.

Falando ainda exclusivamente sobre veículos, o custo de oportunidade também pode ser aplicado na troca/aquisição de um carro zero quilômetro. Neste cenário, um dos fatores que você pode levar em conta é a depreciação do automóvel a longo prazo, para você então considerar outras opções, sendo melhor apostar em outros investimentos.

Considere a depreciação do veículo a longo prazo
Considere a depreciação do veículo a longo prazo
Foto:

Logo, com este cenário, o custo de oportunidade entra quando você considera outras saídas com melhor custo-benefício. Especificamente quando tratamos da aquisição de um veículo 0 km, o custo de oportunidade seria extremamente vantajoso com quem opta pelo modelo de carro por assinatura, pois ao contratar este serviço você elimina uma série de custos adicionais – comparado a compra de um carro desvalorizado em um curto período de tempo.  E o dinheiro que seria usado na compra do veículo pode ser investido para lhe render ganhos financeiros.

Ou seja: você economiza com os custos da documentação, manutenção preventiva e ainda pode ter o seu dinheiro rendendo.

Por isso, temos o carro por assinatura como melhor custo de oportunidade para quem quer sempre ter um carro novo, sem dor de cabeça. O Unidas Livre é uma das melhores opções do mercado, contando com mensalidades fixas e cobertura em todo o país, onde você pode trocar de carro todos os anos – além de escolher o modelo, cor, acabamento e outros adicionais personalizáveis para todo o seu conforto.

 

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Publicidade