PUBLICIDADE

Tecnologia ajuda levar informação às comunidades de Salvador

Para jornalista de site de notícias sobre as favelas, “a tecnologia torna a comunicação e a informação mais ágil”

16 dez 2021 09h00
ver comentários
Publicidade
Sede da ANF, no bairro da Paz, em Salvador
Sede da ANF, no bairro da Paz, em Salvador
Foto: André Leandro / ANF

Com os avanços tecnológicos e a chegada da internet com força nas comunidades, a comunicação comunitária, que antes era feita através de rádio, altos falantes e os impressos pelos bairros, teve ascensão. Isso tem proporcionado também avanço no acesso às informações.

Localizada no Bairro da Paz, em Salvador, a Agência de Notícias das Favelas desenvolve um papel importante na comunicação do bairro, e a tecnologia foi fator determinante em um dos períodos mais difíceis que o bairro viveu em abril deste ano, quando as fortes chuvas inundaram a Rua Beira Rio, onde fica a sede da ANF.

O editor da Agência de Notícias das Favelas, Paulo de Almeida Filho, de 40 anos, morador do bairro, acredita que a tecnologia torna a comunicação ainda mais ágil, principalmente nesse período de pandemia.

“Diante do cenário de pandemia da Covid-19 e em episódios de calamidade como a enchente deste ano, a tecnologia facilita o acesso à informação, tornando-a mais ágil, tanto para denunciar os problemas, quanto para buscar ajuda, as articulações construídas através do uso da tecnologia é um fator importante neste contexto”, afirma o jornalista.

Atualmente, a web é um grande suporte para a comunicação comunitária, inclusive está muito mais acessível para população e demonstra diversos pontos positivos, como redução de custos, se comparado com equipamentos, como rádio ou até mesmo impressos físicos e ainda possibilita um alcance maior de acessibilidade.

“A população da favela sempre produziu e buscou informação e conhecimento, apesar das inúmeras dificuldades. A internet é uma ferramenta importante para ampliar o que é realizado pelas favelas do Brasil e tem agregado de maneira significativa para fazer da comunicação comunitária uma importante ferramenta, desmistificar a informação sobre o que acontece nas favelas do país, combatendo às fake news, e levando informação de qualidade para a população dos bairros”, conclui Paulo de Almeida, editor da ANF.

Como uma das mídias comunitárias mais influentes de Salvador, a ANF está atenta às conexões entre as demais organizações e mídias comunitárias e, ao longo dos anos, vem promovendo encontros e construindo relações com diversas instituições sociais que lidam diretamente ou indiretamente com a comunicação. Recentemente foi realizado um encontro para criar uma rede de apoio nas produções de várias atividades para o ano de 2022.

Eric Silva fala com moradores do bairro de Itapuã
Eric Silva fala com moradores do bairro de Itapuã
Foto: Eric Silva / ANF

Compartilhar informação para empoderar a favela, diz Eric Pereira, de 32 anos, idealizador do Itapuã City. Morador do bairro de Itapuã, o publicitário e idealizador do projeto de comunicação comunitária, acredita que a tecnologia tem poder e que, através dela, podem ser desenvolvidas ações transformadoras capazes de empoderar a favela.

“Ela é o que nos faz acreditar nesse trabalho que realizamos, é justamente a utilização das tecnologias. Tem um ditado que fala que informação é poder, então, a gente parte desse pressuposto para compartilhar esse poder, compartilhar informação para empoderar a favela, e fazemos isso através da utilização de novas tecnologias”, afirma Eric.

Tendo a sede em Nova Brasília de Itapuã, o projeto, que começou como uma mídia comunitária em 2011, apenas como uma página de Facebook para cobrir eventos do bairro, ganhou notoriedade e confiança da população, acarretando em um crescimento significativo no número de seguidores para a página.

A partir desse momento, foi criado um site para compartilhamento de notícias em diferentes seguimentos, como cultura, esporte, lazer e acontecimentos do dia a dia. O site também funciona como uma ferramenta para solucionar problemas do bairro, ligados à Prefeitura ou ao governo do Estado e outros órgãos.

Segundo Eric, o Itapuã City, que atualmente conta com quatro colaboradores, está sempre antenado nos avanços tecnológicos, buscando as melhores maneiras de manter a população informada, além de estar presente nas mídias sociais, principalmente na internet.

“A gente está nas redes sociais e em todos os meios possíveis, temos Instagram, Facebook, Twitter e canal no Youtube. E além da TV Itapuã City onde fazemos reportagem durante a semana que vão para o site e canal do Youtube, trabalhamos utilizando Whatsapp e listas de transmissões, sempre procurando diferentes formas de transmitir informações para empoderar os moradores”, conclui o publicitário Eric Pereira.

Sede do espaço comunitário Itapuã City - Salvador -Ba
Sede do espaço comunitário Itapuã City - Salvador -Ba
Foto: Eric / ANF

 

ANF
Publicidade
Publicidade