PUBLICIDADE

Aplicativo organiza finanças de entregadores de plataformas

Criado a partir de pesquisa de doutorado, aplicativo foi desenhado exclusivamente para a categoria de entregadores

23 abr 2024 - 05h00
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
O aplicativo Meu Corre foi desenvolvido a partir de uma pesquisa de doutorado no IPPUR/UFRJ com recursos do CNPq, FAPERJ e Labora/Fundo Brasil de Direitos Humanos. O objetivo no médio prazo é ter uma fonte de dados sobre o trabalho em plataformas, as quais hoje detém o monopólio de informações sobre suas atividades.
Aplicativo organiza jornada de trabalho ao unificar as informações financeiras do entregador em um único ambiente digital
Aplicativo organiza jornada de trabalho ao unificar as informações financeiras do entregador em um único ambiente digital
Foto: Divulgação

aplicativo Meu Corre, que pretende organizar a vida financeira de entregadores, já pode ser baixado na Play Store. Ele é resultado de pesquisa de doutorado em andamento no Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional (IPPUR), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O objetivo é ser uma ferramenta simples e segura.

As facilidades prometidas pelo aplicativo são:

Adicionar ganhos: um por um ou vários de uma vez;

Adicionar gastos;

Personalização das plataformas e fontes de renda do entregador;

Definir e acompanhar metas diárias/semanais/mensais;

Acompanhar finanças de todas as plataformas em um só lugar;

Cálculo automático da performance do entregador com indicadores como saldo, ganho por quilômetro e por hora;

Download dos dados em formato de planilha.

Funções do aplicativo Meu Corre

A categoria de entregadores não tem salário fixo nem garantias trabalhistas. Sofre muita cobrança e pressão de diversas plataformas de entrega, com pouca estabilidade ou suporte no dia a dia.

“Pensando nesse contexto, o aplicativo como uma alternativa de organização da jornada de trabalho ao unificar as informações financeiras do trabalhador em um único ambiente digital”, explica Igor Vecchia, idealizador do projeto.

O objetivo no médio prazo é ter uma fonte contínua de produção de dados; aplicativos monopolizam informações
O objetivo no médio prazo é ter uma fonte contínua de produção de dados; aplicativos monopolizam informações
Foto: Divulgação

As plataformas informam os ganhos aos seus parceiros, mas não têm funcionalidades específicas voltadas à contabilização de gastos. O valor de ganhos informado pelas empresas na tela do celular nunca é o valor líquido.

Com o app Meu Corre, é possível agregar os ganhos de diferentes plataformas digitais e comparar com os custos das atividades. Se preferir, o usuário pode exportar os dados inseridos em formato de planilha e tratá-los à sua maneira.

Pesquisa estratégica de doutorado

A pesquisa de doutorado que gerou o aplicativo é financiada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Após quatro anos de imersão no universo dos entregadores, o geógrafo e pesquisador Igor Vecchia e o Designer Cristiano Dalbem, projetaram e construíram um app focado nas demandas de informações financeiras solicitadas pelos trabalhadores de plataformas digitais de entregas.

O projeto foi financiado por meio de edital da Fundação de Amparo à Pesquisa do Rio de Janeiro (FAPERJ) em 2020 e, posteriormente, com financiamento do edital do Labora - Fundo de Apoio ao Trabalho Digno, uma iniciativa do Fundo Brasil de Direitos Humanos.

O objetivo no médio prazo é ter uma fonte contínua de produção de dados, fundamentada na pesquisa acadêmica, sobre o trabalho em plataformas digitais de entregas, as quais hoje detém o monopólio de informações sobre suas atividades, sendo esse um dos obstáculos para formulação de legislação e políticas públicas que garantam direitos.

Fonte: Visão do Corre
Compartilhar
Publicidade
Publicidade