PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

USP promete posto de reciclagem em agosto na favela São Remo

Obra deveria ter sido inaugurada em abril. Universidade de São Paulo pretende concluir muro e barracão juntos

17 abr 2024 - 05h00
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
O contrato para a construção do muro de arrimo do Galpão de Reciclagem da USP foi adiado para 10 de agosto. A conclusão da obra deve coincidir com o término do Galpão de Reciclagem, com previsão de gasto total de R$ 4.740.581,41. Adiamento se deu por conta das chuvas, diz USP.
Muro será erguido do lado direito, paralelo ao barranco. Árvore, obstáculo inesperado, deverá ser contornada
Muro será erguido do lado direito, paralelo ao barranco. Árvore, obstáculo inesperado, deverá ser contornada
Foto: Marcos Zibordi

O muro de arrimo do Galpão de Reciclagem da USP, que deveria ter sido concluído em 13 de abril de 2024, teve o contrato adiado. A nova data é 10 de agosto. A obra está prevista para a favela São Remo, vizinha à Universidade.

O Galpão de Reciclagem será erguido ao lado da entrada do Hospital Universitário, entre ele e a comunidade, da largura de um quarteirão, em área onde passava a rua Cipotânea.

Segundo Miguel Buzzar, da Superintendência de Espaço Físico da USP, responsável pela construção, “houve chuvas no período, que acabaram por atrasar a obra, além do grande volume de entulho e descarte clandestino acumulado no terreno”.

USP promete muro junto com Galpão

A construção do muro de arrimo deverá ser concluída pela mesma empresa que começou, a Hebrom. O valor contratado, de R$ 877.581,41, permanece o mesmo.

Placa com a primeira data de conclusão da obra do muro de arrimo. O novo prazo acaba em 10 de agosto de 2024.
Placa com a primeira data de conclusão da obra do muro de arrimo. O novo prazo acaba em 10 de agosto de 2024.
Foto: Marcos Zibordi

Quanto ao Galpão de Reciclagem – cuja construção depende do muro de arrimo – o projeto deve ser concluído até o final de abril. “A partir daí, faremos a licitação da obra, com previsão de cem dias”, diz Buzzar.

A abertura do processo de licitação leva em torno de duas semanas. Segundo o superintendente, a conclusão do Galpão “irá coincidir com o término da obra atual”, ou seja, também em agosto.

Projeto é esperado pela São Remo

O Galpão de Reciclagem, que vai tratar o lixo da USP, está estimado em R$ 4.350.000,00. O gasto com equipamentos será, a princípio, de R$ 390.000,00.

Visão frontal, vindo da rua Cipotânea em direção ao futuro Galpão de Reciclagem da USP, na favela São Remo
Visão frontal, vindo da rua Cipotânea em direção ao futuro Galpão de Reciclagem da USP, na favela São Remo
Foto: Marcos Zibordi

Moradores da favela São Remo dizem que, no local onde será instalado o Galpão, passava a rua Cipotânea. Um ônibus gratuito transitava por ela, décadas atrás. A construção ocupa uma quadra, dividindo a via em duas partes.

Segundo Buzzar, “a rua projetada nunca foi implantada em área da USP e não tem origem em planta aprovada de parcelamento, arruamento, desapropriação ou melhoramento público, conforme parecer da Procuradoria do Município de São Paulo”.

Fonte: Visão do Corre
Compartilhar
Publicidade
Publicidade