Sexo

Ele ronca demais? Resolva 10 problemas ao dormir juntinho

iStock

Dormir em quarto separados pode prejudicar a intimidade de alguns casais, segundo especialista

9 mar 2015
18h08
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Uma boa noite de sono é o sonho de muitas pessoas que vivem cansadas. O problema está quando o parceiro com quem divide a cama atrapalha o merecido momento de dormir com ronco, horários diferentes, barulho, claridade. Cerca de 25% dos casais americanos optam por quartos separados para fugir desses problemas, de acordo com a Fundação Nacional do Sono. Isso pode ser uma solução eficaz para alguns, mas também pode se tornar uma barreira para a intimidade, segundo o psicólogo clínico e especialista em sono Michael Breus, autor do livro The Sleep Doctor's Diet Plan (em tradução livre, O Plano de Dieta do Médico do Sono). O site Health listou dicas para resolver 10 problemas comuns. Confira:  

Siga Terra Estilo no Twitter 

Ronco do parceiro

Cerca de 37 milhões de adultos roncam regularmente, de acordo com a National Sleep Foundation, dos Estados Unidos. Os homens são mais propensos ao problema, que tende a piorar com o passar dos anos. “O som vem de vibrações feitas ao respirar através de vias aéreas estreitadas durante o sono”, disse o especialista em sono Breus. Consumir álcool perto da hora de dormir e deitar com a barriga para cima podem ser gatilhos para o incômodo. Se a mudança desses hábitos não levar à solução, é fundamental procurar um médico. Ronco pode ser um sinal de apneia do sono, uma condição séria, mas tratável, que faz com que a respiração pare várias vezes à noite. Nesse meio tempo, Breus sugere que o parceiro abafe o som cercando os ouvidos com uma parede de travesseiros.

Temperatura

Foto: iStock

Você gosta do quarto quente e o parceiro prefere mais fresco? A dica é escolher uma temperatura entre a preferência dos dois. Assim, um pode colocar mais cobertores e o outro dormir sem nada ou só de lençol. Escolher uma cama maior também pode ajudar. “A cama maior significa mais espaço, por isso a pessoa que quer mais frio não é tão afetada pelo calor do outro corpo”, recomendou a psicóloga clínica e especialista em sono Janet Kennedy, autora do livro The Essential Guide to Sleep for Your Baby and You (em tradução livre, O Guia Essencial para Dormir para Seu Bebê e Você).

Filhos

Quando o casal não concorda sobre como lidar com uma criança que teve um pesadelo, o conflito pode resultar em exaustão. “Às vezes, apenas um dos pais acaba cuidando das necessidades da criança, o que pode construir ressentimento”, disse Janet. “Ou um parceiro lida bem com a criança dormindo junto com o casal pelo resto da noite, enquanto o outro quer que o quarto esteja fora dos limites.” A psicóloga Janet sugere que os pais conversem sobre o assunto fora da cama, quando estiverem descansados. É preciso chegar a uma conclusão para estabelecer limites à criança e partilhar a responsabilidade de uma interrupção no meio da noite.

Colchão

Foto: iStock

Algumas pessoas gostam de colchão macio, enquanto outras preferem um mais rígido. O problema é quando se junta os opostos em uma mesma cama. Colchões de espuma de memória são uma boa aposta, porque se moldam ao peso e tamanho sem afetar o parceiro deitado ao lado. Também pode-se comprar uma cama grande, em que haja dois colchões separados. Pense nisso como um investimento em sua saúde e relacionamento.

Horários diferentes

Todos têm um relógio interno que geralmente determina o horário de acordar e dormir. É quase impossível mudar o seu padrão pessoal, disse Breus. Se os horários não coincidem, é importante evitar barulhos ao se deitar depois ou acordar antes do outro. Se precisa levantar mais cedo por causa do trabalho, não deixe o despertador tocando por muito tempo para não atrapalhar o outro. Para quem gosta de ficar até tarde assistindo à TV ou ouvindo música, a dica é usar fones de ouvido.

Longe ou perto

Foto: iStock

Um parceiro pode gostar de dormir agarrado ou de conchinha, enquanto o outro precisa de espaço. Entre as opções mencionadas por Janet está ficar abraçado até que o que gosta de proximidade durma e, então, o outro pode se afastar. Outra dica é separar 10 a 15 minutos para ficarem juntos e conversando e, depois, cada um vira para o seu lado.

Luz

E quando um gosta de quarto escuro e o outro prefere claridade para dormir? O adepto do escuro pode e deve apostar em máscara para cobrir os olhos, enquanto o que gosta de claridade pode colocar uma luz fraca ao seu lado.

TV X Sossego

Foto: iStock

Quem precisa assistir à TV para pegar no sono pode usar fones de ouvido para não atrapalhar o parceiro que prefere sossego. Tampões de espuma também podem ajudar quem gosta de silêncio.

Cobertor

Você acorda no meio da noite tremendo de frio porque a coberta está toda com o seu parceiro? A solução é cada um dormir com o seu cobertor e lençol. Pronto, briga encerrada!

Agitação

Foto: iStock

É comum as pessoas mudarem de posição ao longo da noite, mas algumas são muito agitadas e fazem isso constantemente, o que pode atrapalhar quem dorme ao lado. Cobertores separados ajudam, assim como colchão que diminui o impacto do movimento e cama maior, já que a distância diminui a chance de o outro encostar em você entre uma virada e outra.   

Homens podem fingir? Existe ponto G? Tire 16 dúvidas sobre orgasmo Homens podem fingir? Existe ponto G? Tire 16 dúvidas sobre orgasmo

Veja também:

Beirute: A mãe em trabalho de parto durante a explosão
Fonte: Ponto a Ponto Ideias Ponto a Ponto Ideias
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade