9 eventos ao vivo

Saiba como fazer doação para ajudar no combate ao novo coronavírus

Assim como empresários e famosos, a população também pode realizar doações e ajudar quem mais precisa de auxílio

26 mar 2020
16h11
atualizado em 27/3/2020 às 11h13
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Em razão do aumento de casos do novo coronavírus no Brasil, diversas organizações estão se mobilizando para arrecadar recursos financeiros ou de materiais e ajudar a população mais carente, com diferentes estratégias. A Fundação Pró-Sangue de São Paulo também realiza agendamentos para evitar aglomerações e manter os estoques de sangue. Confira, a seguir, algumas dessas organizações:

ONG Comunitas

Após alcançar a meta de R$ 23,4 milhões para a compra de 345 respiradores pulmonares, a Comunitas iniciou a arrecadação de doações para a criação de um fundo que tem como objetivo auxiliar a gestão pública a dar respostas emergenciais aos desafios enfrentados frente à pandemia provocada pela covid-19.

A entidade, que reúne lideranças do empresariado brasileiro, pretende agora arrecadar R$ 3,3 milhões para a compra de monitores multiparâmetros para a instalação de 121 leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) no Estado de São Paulo. Os monitores medem temperatura, pressão arterial e batimentos cardíacos. Alguns ainda monitoram e registram a pressão parcial de CO2 durante a respiração, evitando contato físico entre a equipe médica e o paciente. Acesse aqui.

Fundo Emergencial Para a Saúde - Coronavírus Brasil

Criado por um grupo de lideranças da sociedade civil comprometida com o investimento social, o Fundo Emergencial Para a Saúde - Coronavírus Brasil quer mobilizar a comunidade filantrópica e a sociedade brasileira a realizar doações para ajudar a fortalecer o sistema público de saúde do País. O fundo vai disponibilizar recursos para a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP), a Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, Fundação Faculdade de Medicina (FFM) e a entidade Comunitas. Acesse aqui.

Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo 
Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
Foto: Wikimedia Commons / Estadão

Cruz Vermelha Brasileira

Na próxima segunda-feira, 30, a Cruz Vermelha Brasileira - São Paulo (CVB/SP), em parceria com as secretarias municipais de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC) e de Assistência e Desenvolvimento Social (SMAS), inicia o Plano de Contingências Nacional e da Federação Internacional da Cruz Vermelha, contra o avanço da covid-19. Cerca de 300 voluntários e coordenadores da CVB/SP passarão informações preventivas aos centros que acolhem moradores de rua, crianças, adolescentes, idosos e imigrantes em situação de vulnerabilidade.

A meta do plano é atingir três mil pessoas por mês até outubro, quando será encerrada a ação. A CVB/SP também disponibilizou a infraestrutura de seu imóvel, na região central da cidade, para ser utilizado como centro de apoio de triagem, alimentação e distribuição de alimentos e materiais de higiene e de apoio pessoal, para as pessoas necessitadas. O Hospital da Cruz Vermelha Brasileira em São Paulo também passou por reforma e readequação para disponibilizar seus leitos de UTI e de apoio no efetivo contra à doença. Para realizar doação, acesse aqui.

Campanha #vempraguerra

Com o lema "Em casa sim. Sem reação, não", o objetivo da campanha financeira é ajudar o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP) com a compra de materiais. Até as 12 horas desta quinta-feira, 26, já tinham sido arrecados R$ 1.377.573. Acesse aqui.

Aventura de construir

Todas as doações serão destinadas a um Fundo de Emergência para os microempreendedores com extrema dificuldade em sustentar seus negócios e suas famílias em meio à crise enfrentada com o novo coronavírus. A entidade iniciou as atividades para desenvolver de maneira inclusiva as periferias da zona oeste de São Paulo, oferecendo microcrédito aos microempreendedores. As doações podem ser realizadas mensalmente ou por meio de uma doação única. Acesse aqui.

Governo Federal

O Ministério da Economia abriu na semana passada um edital para pessoas físicas e jurídicas doarem produtos médicos e hospitalares preventivos. Entre os itens estão máscaras, protetor ocular, luvas, avental, sabão líquido, álcool em gel e termômetro digital. Para mais informações, acesse aqui.

Governo de São Paulo

Em paralelo às ações adotadas pelo governo paulista, a sociedade civil e representantes do setor privado também podem contribuir com doações em dinheiro, serviços e materiais. Os recursos financeiros arrecadados serão destinadas para a compra de materiais e para o custeio de serviços relacionados a procedimentos para o combate ao novo coronavírus. Acesse aqui.

Fundação Pró-Sangue de São Paulo

Para evitar aglomerações, mas manter os estoques abastecidos, a Pró-Sangue está agendando um horário para cada pessoa realizar a doação de sangue. Na semana passada, o instituto passou por uma situação crítica de desabastecimento. Os postos Clínicas, Mandaqui, Regional de Osasco e Stella Maris atenderão preferencialmente os agendamentos já confirmados. Para mais informações, acesse aqui.

Veja também:

Venezuela: os trabalhadores da saúde com salários de US$ 4 por mês e sem equipamentos de proteção
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade