PUBLICIDADE

Quem é o médico brasileiro que fez o 1º transplante de rim de porco para um humano?

Professor associado de medicina e cirurgia na Harvard Medical School vinha desenvolvendo há cinco anos pesquisa para implantação do órgão do animal

21 mar 2024 - 14h12
(atualizado às 14h23)
Compartilhar
Exibir comentários

O médico brasileiro Leonardo Riella comandou um feito inédito na história da medicina. Foi realizado o primeiro transplante de rim de um porco, geneticamente modificado, para um paciente humano vivo. A cirurgia ocorreu no Massachussets General Hospital, nos Estados Unidos, onde o Riella atua. O anúncio aconteceu nesta quinta-feira (21).

É o primeiro transplante desse tipo realizado em um paciente vivo. Em 2021, uma equipe de Nova York havia realizado um procedimento semelhante como parte de uma pesquisa, em uma pessoa que havia tido morte cerebral.

Segundo a equipe médica, a cirurgia é considerada um marco e representa um avanço para as pessoas que aguardam por um transplante de rim.

"Toda semana, temos que retirar pacientes da lista de espera porque ficam muito doentes para fazer um transplante durante a diálise. A disponibilidade oportuna de um rim poderia dar a oportunidade a milhares de pessoas de obter um tratamento muito melhor para a insuficiência renal do que a diálise", afirma Riella.

Quem é o médico brasileiro?

Leonardo Riella é professor associado de medicina e cirurgia na Harvard Medical School. Sua pesquisa para o xenotransplante, que é a implantação do órgão do animal em humanos, vinha sendo desenvolvida havia cinco anos pelo hospital em parceria com a empresa eGenesis.

A pesquisa estudou os mecanismos de regulação imunológica e o desenvolvimento de novas terapias para promover a tolerância de órgãos transplantados. Diversas versões de modificações genéticas foram testadas até encontrarem a que poderia ser implantada em humanos.

Com a resposta positiva, a equipe acionou o FDA, órgão de regulação norte-americano, que aprovou a realização do procedimento.

Durante o anúncio à imprensa, o médico brasileiro destacou a importância do feito a partir do rim de um porco geneticamente editado." Estou firmemente convencido de que o xenotransplante representa uma solução promissora para a crise de escassez de órgãos", afirmou.

Paciente escolhido tinha doença renal em estágio avançado

Dia do Rim: órgão é o que tem a maior lista de espera para transplante Dia do Rim: órgão é o que tem a maior lista de espera para transplante

Médico brasileiro Leonardo Riella
Médico brasileiro Leonardo Riella
Foto: Reprodução/Massachusetts General Hospital / Perfil Brasil

Richard "Rick" Slayman, de 62 anos, foi escolhido para receber o primeiro transplante de rim de porco em um paciente vivo. Ele sofre de doença renal em estágio avançado, diabetes tipo 2 e hipertensão, dependendo de diálise desde 2018, quando um transplante de rim de outra pessoa falhou após cinco anos.

Em um comunicado divulgado pelo hospital, Rick disse que aceitou ser voluntário, vendo a cirurgia como uma oportunidade de ajudar outros pacientes.

"Quando sugeriram um transplante de rim de porco, explicando cuidadosamente os prós e os contras desse procedimento, eu vi isso não apenas como uma forma de me ajudar, mas também como uma forma de dar esperança às milhares de pessoas que precisam de um transplante para sobreviver", contou.

Após uma cirurgia bem-sucedida de três horas, os médicos consideram o resultado promissor, e Rick está se recuperando sem complicações em Boston.

 * Sob supervisão de Lilian Coelho

Perfil Brasil
Compartilhar
Publicidade
Publicidade