PUBLICIDADE

Problemas ósseos podem ter origem nos rins; entenda

Diversos problemas ósseos e de articulação podem ter relação direta com a saúde dos rins

19 abr 2023 - 08h02
(atualizado às 10h32)
Compartilhar
Exibir comentários

O bem-estar dos rins é importante para todo o organismo. Afinal, o órgão é o responsável por filtrar o sangue, eliminando todos os todos os resíduos tóxicos presentes na circulação. Com o funcionamento inadequado, o prejuízo para a saúde é enorme— aliás, pode atingir até mesmo os ossos.

Problemas ósseos podem ter origem nos rins; entenda -
Problemas ósseos podem ter origem nos rins; entenda -
Foto: Shutterstock / Saúde em Dia

A hipnoterapeuta e especialista em medicina chinesa Patricia Liu Matsusako explica que tudo que envolve articulações e estruturas ósseas está relacionado aos rins. Isso porque os problemas ósseos podem estar diretamente ligados a problemas renais.

"Não por acaso, a dor lombar, a osteoporose e/ou desgaste das vértebras lombares, por exemplo, também podem estar relacionados a um desequilíbrio dos rins. Por serem estruturas interligadas aos tendões e músculos, vale sempre ressaltar que a nutrição do fígado (tendões) e baço (músculo) também deve ser considerada", explica.

Patrícia lembra que os próprios cálculos renais, também conhecidos como pedras nos rins, podem indicar outros problemas que vão além da doença renal.

"A doença renal crônica (DRC) é um problema de saúde pública crescente em todo o mundo e está acompanhada de comorbidades que potencializam o risco de perda da função renal. Dentre essas comorbidades, destacam-se os distúrbios do metabolismo ósseo mineral (DMO), que levam à doença óssea e cardiovascular", acrescenta a especialista.

Como afastar problemas nos ossos e também nos rins

Segundo a profissional, algumas medidas podem contribuir na prevenção. São elas: 

  • Praticar exercícios físicos regularmente; 
  • Evitar o excesso de sal, carne vermelha e gorduras; 
  • Consultar regularmente o seu médico; 

     

  • Controlar a pressão arterial, o colesterol e, além disso, a glicose; 
  • Não fazer uso de medicamentos sem prescrição médica; 
  • Não fumar;
  • Cuidar da hidratação;
  • Não abusar no consumo de bebidas alcoólicas.
Saúde em Dia
Compartilhar
Publicidade
Publicidade