PUBLICIDADE

Nutricionista explica os benefícios e cuidados com a albumina

Suplemento proteico é uma opção mais econômica para substituir o whey protein

20 out 2023 - 19h01
(atualizado em 23/10/2023 às 18h17)
Compartilhar
Exibir comentários

A albumina é um suplemento que faz parte do cardápio de quem mantém uma atividade física já que serve para o desenvolvimento muscular. Nesse sentido, o nutricionista clínico e esportivo Dereck Oak vai explicar os benefícios e cuidados com a albumina. Confira:

Benefícios e cuidados com a albumina - Shutterstock
Benefícios e cuidados com a albumina - Shutterstock
Foto: Sport Life

Saiba os benefícios e cuidados com a albumina

"Albumina está presente naturalmente no ovo, rica em aminoácidos essenciais e, por isso, considerada uma proteína de alto valor biológico. Ela torna-se facilmente digerida e absorvida pelo corpo, sendo utilizada para a construção, reparação dos tecidos e na manutenção de diferentes processos biológicos", declara Dereck.

Outro ponto importante é o seu fornecimento de aminoácidos, isto é, processo essencial para a recuperação muscular após um exercício físico e que contribui para quem quer manter o shape em dia.

"Ajuda na manutenção da massa magra, auxilia no funcionamento adequado do sistema imunológico e contribui para a sensação de saciedade como toda proteína, o que pode ser útil para o controle do apetite e da ingestão calórica das dietas", destaca Oak.

O que é de praxe é a contraindicação de consumo para pessoas com alergia a ovos. "Além disso (alergia a ovos), é sempre aconselhável consultar um profissional de saúde quando tiver alguma dúvida ou antes de iniciar qualquer suplementação, especialmente para gestantes, lactantes, crianças e pessoas com condições específicas de saúde", enfatiza o nutricionista.

É melhor tomar albumina em qual horário do treino?

Não existe uma "regra" e o motivo é que tudo depende da estratégia do plano alimentar de um sujeito. Basta apenas consultar um profissional para atingir as metas tanto antes quanto depois do treinamento.

"O consumo da albumina pode acontecer tanto antes quanto após o treino. Consumi-la após o treino é benéfico para ajudar na recuperação muscular e enquanto consumi-la antes pode fornecer aminoácidos para a síntese proteica durante o exercício", explica o profissional.

Quem não treina não pode tomar albumina?

"Não é que não possa, mas a albumina é frequentemente usada para auxiliar na recuperação e no crescimento muscular. Por isso, torna-se mais consumida por quem pratica atividade física. Se alguém não treina, seu corpo pode não precisar da mesma quantidade de proteína para a recuperação muscular. No entanto, a albumina também pode ser uma fonte de proteína para pessoas que buscam aumentar a ingestão proteica em sua dieta diária, independentemente do exercício", esclarece.

Albumina vs whey protein: entenda as diferenças

Conforme citado anteriormente, a albumina é a proteína derivada de ovos, e o whey protein é a proteína de origem do soro do leite. Essas diferenças denotam o quão é impossível determinar qual suplemento se sobressai.

"Não há uma resposta única. O whey protein tem absorção rápida, enquanto a albumina acaba sendo mais lenta quando comparada. Ambas tem alto valor biológico e podem ser encontradas na forma de suplemento, o que facilita seu consumo. Para pessoas intolerantes a lactose, a albumina pode ser uma boa escolha de suplementação proteica. Por outro lado, existem pessoas que tem maior dificuldade para digerir albumina, o que pode provocar desconforto abdominal, ou seja, a escolha depende do contexto e das necessidades individuais", pontua.

Há ainda o detalhe que essas diferenças não impedem de serem consumidas em conjunto. "É possível tomar albumina e whey protein juntos, ambas são fontes de proteína de qualidade e podem complementar-se em termos de perfil de aminoácidos. Essa combinação pode ser útil para diversificar a ingestão proteica ao longo do dia", encerra o nutricionista Dereck Oak.

Sport Life
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade