0

Quando a gente sente o tamanho do amor

11 dez 2017
09h45
  • separator
  • comentários

Foto: Mãe com Prosa

Foto: Mãe com Prosa

QUANDO A GENTE SENTE O TAMANHO DO AMOR

por Renata Bianchi

Quem aqui sofre de abstinência de filho?

Fiquei dois dias fora de casa a trabalho e essas 48 horas pareceram um mês, affe!!!

E a filha de dois anos falando para a Dona Rosa, minha fiel escudeira aqui em casa - sem ela seria impossível manter a carreira de roteirista de TV - que a mamãe "foi embóia"! [coração em pedaços nessa hora]

"Não filha, a mamãe estará com você amanhã, sem falta! Eu nunca vou embora, de jeito nenhum!" (tentativa desesperada de eliminar qualquer ideia de abandono)

E como a gente é bobx (coloquei x pra deixar bem claro que esse papo não é só para mães) em ficar apenas dois dias fora e achar que a criança cresceu pelo menos uns 10 centímetros nesse tempo? Se bem que acho que foram uns três, certeza! hehehe

Mas o fato é que nunca fiquei dois dias inteirinhos longe da minha "bebezuca" e eu não imaginava que ia doer assim - logo eu, uma mãe que sempre se achou tão desprendida! Acho que a gente vai mudando a cada dia mesmo, e esses pequenos seres vão nos tornando meio que dependentes deles. Um dia longe já dá uma abstinência danada!

Ao mesmo tempo acho uma delícia esse sentimento, essa falta de filho… Porque é um sentimento lindo de amor, não acham?

E a cada dia tenho mais certeza de que hoje amo minha filha caçula mais do que quando ela nasceu. Com a mais velha foi a mesma coisa, porque amor nem sempre é um treco automático, sabe? Acho que ele vai aflorando aos poucos e cada vez mais. Um processo de construção e reconhecimento. Pelo menos comigo foi assim e com muita gente sei que também é. Aliás, muitos pais se culpam por isso, por não sentirem aquele amor avassalador assim, tão automático, logo que o bebê nasce. Talvez seja porque a entrega e o cansaço são tão grandes no começo, que nem dá tempo de entender o tamanho desse amor.

Mas experimenta ficar um tempinho longe da cria pra sentir a dimensão desse sentimento. Já que usei a palavra, isso sim é avassalador!

Eu já achava isso antes, mas agora entendi o quanto é forte e profundo.

E com vocês, como foi a descoberta da força desse sentimento?

Mãe com Prosa

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade