3 eventos ao vivo

Comportamento

Feminismo: saiba famosas que são a favor ou contra

Getty Images

Kaley Cuoco, a Penny de 'The Big Bang Theory', disse que gosta de servir o marido, o que causou comentários nas redes sociais: veja o que outras celebridades pensam sobre o tema

13 jan 2015
12h05
atualizado às 12h09
  • separator
  • 0
  • comentários

O feminismo, que busca a igualdade de direitos entre homens e mulheres, é tema recorrente de polêmicas no mundo das famosas. O último caso foi o da atriz Kaley Cuoco-Sweeting, que declarou não ser feminista e que gosta de servir o marido, causando uma série de críticas nas redes sociais. Lady Gaga já disse não ser uma representante do movimento, porque “ama homens”, mas, tempos depois, declarou ser uma “feminista da nova era”. 

Siga Terra Estilo no Twitter

Na última semana de moda de Paris, em setembro, a estilista Stella McCartney também causou revolta entre as feministas ao falar que a coleção celebrava o lado gentil por achar que mulheres fortes “não são tão atraentes”. 

Enquanto isso, Emma Watson foi eleita personalidade feminista de 2014, em uma votação conduzida pela fundação For Women em parceria com a revista Cosmopolitan, e fez um discurso sobre o tema em uma conferência da ONU. Confira o posicionamento das celebridades sobre o assunto:

Kaley Cuoco-Sweeting

“É ruim se eu disser que não (me considero feminista)?”, disse Kaley Cuoco-Sweeting à revista Redbook. “Não é algo sobre o que penso. As coisas estão diferentes agora e sei que muito do trabalho que abriu caminho para as mulheres aconteceu antes de eu chegar. Nunca fui aquela garota feminista que exigia igualdade, mas talvez seja porque eu nunca tenha realmente enfrentado a desigualdade”, completou.

Na mesma entrevista, a atriz do seriado The Big Bang Theory contou que cozinha para o marido, Ryan Sweeting, cinco noites por semana, o que faz com que se sinta uma dona de casa. “Sei que soa meio antigo, mas gosto da ideia das mulheres tomando conta de seus homens. Estou tão no controle do meu trabalho que gosto de chegar em casa e servi-lo.”

Depois de críticas de seus seguidores nas redes sociais, a atriz escreveu em seu Instagram sobre o assunto: “Algumas pessoas se ofenderam com meus comentários sobre feminismo. Quem está no show business sabe como as palavras podem ser tiradas de contexto. Sou abençoada e grata às fortes mulheres que abriram o caminho para o meu sucesso e o de muitas outras. Peço desculpas se alguém se ofendeu. Quem realmente me conhece e conhece meu coração sabe o que quero dizer.”

Foto: Jason Merritt / Getty Images

Foto: Jason Merritt/Getty Images

Lana Del Rey

Lana Del Rey afirmou que não está interessada no feminismo e revelou que não gosta desse tipo de discussão. “Para mim, a questão do feminismo não é um conceito interessante. Estou mais interessada em, você sabe, SpaceX e Tesla, o que vai acontecer com nossas possibilidades intergaláticas”, disse a cantora à revista Fader. “Quando as pessoas falam de feminismo, fico tipo 'ai, meu Deus'. Apenas não estou interessada. Minha ideia de feminismo de verdade é uma mulher que se sente livre o suficiente para fazer o que quiser.”

Foto: Frazer Harrison / Getty Images

Foto: Frazer Harrison/Getty Images

Shailene Woodley

Shailene Woodley, protagonista do filme A Culpa é das Estrelas, disse que não se considera feminista. “Porque amo os homens e acho que essa ideia de tirar o poder deles e dá-lo às mulheres nunca vai funcionar, porque precisamos de equilíbrio.”

Foto: Jason Merritt / Getty Images

Foto: Jason Merritt/Getty Images

Lady Gaga

“Não sou feminista – eu venero os homens, eu amo homens. Eu celebro a cultura masculina americana, cerveja, bares e carros”, disse Lady Gaga. Tempos depois, mudou de ideia e disse que é uma feminista da nova era. “Na verdade, acho que há um novo feminismo que é completamente diferente e não acho que seja melhor ou pior. Como uma feminista da nova era, posso dizer que gosto da transferência de força que sinto me submetendo a um homem, ficar abaixo dele. Escrevi uma música sobre isso, que se chama Guy. Por isso, acho que usar maquiagem, e ter coisas cheirosas e beijáveis no meio das pernas é algo fortalecedor.”

Foto: Kris Connor / Getty Images

Foto: Kris Connor/Getty Images

Emma Watson

Emma Watson foi eleita personalidade feminista de 2014, em uma votação conduzida pela fundação For Women em parceria com a revista Cosmopolitan. “Quanto mais eu falava de feminismo, mais percebia que lutar pelos direitos das mulheres era, demasiadas vezes, sinônimo de ódio masculino. Se há uma coisa que sei com certeza é que isso tem de parar. Para que conste, feminismo é, por definição, a crença de que homens e mulheres deveriam ter direitos e oportunidades iguais”, disse em um discurso em conferência da ONU, em setembro de 2014.

Foto: Eduardo Munoz Alvarez / Getty Images

Foto: Eduardo Munoz Alvarez/Getty Images

Taylor Swift

“Quando adolescente, não entendia que dizer que você é feminista é apenas dizer que você espera que mulheres e homens tenham direitos e oportunidades iguais. O que me parecia era que você odiava homens”, disse a cantora Taylor Swift. “E hoje acho que muitas garotas despertaram seus lados feministas porque entendem o que a palavra significa. Quando me tornei amiga da Lena (Dunham) - sem que ela me pregasse nada, mas só por ver porque ela acredita no que acredita, porque ela diz o que diz, porque ela defende o que defende -, me fez entender que venho tomando uma postura feminista sem realmente dizer isso.”

Foto: Monica Schipper / Getty Images

Foto: Monica Schipper/Getty Images

Lena Dunham

A atriz e cineasta Lena Dunham, criadora do seriado Girls, disse que não se importa se o feminismo se espalhar em camisetas e em frases de celebridades, como um marketing. “Se o feminismo tiver que se tornar uma marca para promover mudanças, não vou reclamar”, comentou.

Foto: Frazer Harrison / Getty Images

Foto: Frazer Harrison/Getty Images

Beyoncé

“Precisamos mudar nossa percepção de como nos enxergamos. Temos que nos posicionar como mulheres e assumir a liderança”, disse Beyoncé. No Video Music Awards do ano passado, se apresentou diante da palavra “Feminist” (‘Feminista”, em inglês).

Foto: Jason Merritt / Getty Images

Foto: Michael Buckner/Getty Images

Foto: Michael Buckner / Getty Images

Foto: Jason Merritt/Getty Images

Angelina Jolie

Angelina Jolie defende os direitos das mulheres em campanhas internacionais. “É encorajador ouvir líderes homens discursando contra o estupro. Estupro não é um problema só das mulheres. É uma questão de todos”, disse em reunião do G8.

Foto: Jason Merritt / Getty Images

Foto: Jason Merritt/Getty Images

Ellen Page

Ellen Page é feminista assumida. “Não sei por que as pessoas são tão relutantes em dizer que são feministas. Talvez algumas mulheres simplesmente não se importem. Não é óbvio que ainda vivemos em um mundo patriarcal em que ‘feminismo’ é uma palavra ruim?”, comentou.

Foto: Dave Kotinsky / Getty Images

Foto: Dave Kotinsky/Getty Images

Stella McCartney

Durante a apresentação de sua coleção na semana de moda de Paris, em setembro do ano passado, a estilista Stella McCartney  disse que desenhou roupas que exaltassem a fragilidade feminina porque mulheres fortes “não são muito atraentes”. Stella estava no backstage, após o desfile, quando comentou: “Força por conta própria em uma mulher é bastante agressivo e não muito atraente o tempo todo. Por isso, esta coleção é realmente para celebrar o lado gentil”. O comentário gerou críticas das ativistas de plantão e também nas redes sociais, até porque o desfile foi assistido por mulheres poderosas, que em nada se encaixam ao conceito de ‘suavidade’ proposto pela filha do ex-Beatle, como a editora-chefe da revista Vogue, Anna Wintour.

Foto: Dimitrios Kambouris / Getty Images

Foto: Dimitrios Kambouris/Getty Images

Fonte: Ponto a Ponto Ideias Ponto a Ponto Ideias
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade