2 eventos ao vivo

Da decoração a música: veja como organizar um luau de verão

17 mar 2014
07h09
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Bastante adotada pelos amantes da natureza ao longo dos anos, a velha prática de reunir-se com um grupo de amigos na praia ao som de um violão e em volta de uma fogueira fica ainda mais em alta durante a estação mais quente do ano.

Inspirado no clima de ilhas como Havaí, Polinésia e Bali, o luau não exige muito planejamento para ser colocado em prática, mas precisa de alguns cuidados especiais para ser bem executado, sobretudo no que diz respeito à decoração, música e cardápio. 

Apesar de realizado tradicionalmente à beira-mar, ele também pode ser feito em qualquer outro lugar ao ar livre. Independentemente do cenário, também é importante acertar no figurino. Quem for participar deve investir em roupas confortáveis e fresquinhas, sem esquecer, é claro, dos famosos colares havaianos.

Já a decoração deve ser a mais tropical possível. Os enfeites podem ser feitos com frutas, flores e elementos praianos para abrilhantar todos os cantos da festa. Além disso, vale colocar tochas para iluminar o local e mesas de madeira para manter o seu estilo rústico, além de cangas, cadeiras de praia, almofadas ou banquinhos para servirem de assentos.   

Cardápio
Fundamental para o sucesso de qualquer luau, os comes e bebes precisam combinar com a ideia proposta. Por isso, petiscos servidos no formato finger food, como brochetes (espetinhos) de atum, frango ou legume com molhos agridoces e exóticos de gengibre, melaço e soja, assim como pequenas tortas, quiches, arroz frito, sopa de milho verde e kalua (tipo de porco assado lentamente em fogueira) são boas opções.

Já para beber, a dica é procurar servir drinques como MaiThai, Pina colada, Blue Hawaian, Daiquiri e Mojito, além de águas aromatizadas e chás gelados. “Também é interessante oferecer uma sangria (coquetel feito a partir da mistura de vinho tinto ou branco, sumo e pedaços de fruta e açúcar), sucos naturais, principalmente de abacaxi, e até um espumante que, apesar de não ser típico, faz muito sentido pela delicadeza dos pratos e do ambiente”, sugere Gerson Bonilha, professor de Tecnologia em Eventos, do Centro Universitário Senac, de São Paulo.  

Música
Indispensável em qualquer evento, a música que será tocada dependerá muito do estilo do grupo. “No Brasil, é muito comum tocarem samba e funk, mas nada impede que haja uma MPB, banjos e ukuleles no meio”, ressalta Fernando Estima, professor do curso de Tecnologia em Eventos, do Centro Universitário Senac, de São Paulo. 

Veja também:

Fonte: Agência Hélice
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade