PUBLICIDADE

Veja como a chia ajuda a emagrecer e conheça os benefícios da semente

Alimento colabora com a desintoxicação do organismo e na manutenção da saúde de forma geral.

15 dez 2022 - 14h02
(atualizado às 18h05)
Compartilhar
Exibir comentários
A chia é rica em proteínas e ajuda na redução de peso
A chia é rica em proteínas e ajuda na redução de peso
Foto: Shutterstock / Portal EdiCase

A chia se popularizou por ser uma forte aliada na luta contra a balança. Originária do México e da Colômbia, essa semente ajuda na redução do peso, na desintoxicação do organismo e na manutenção da saúde de forma geral. Ela também é rica em proteínas e tem boa qualidade de fibras dietéticas, que são ideais no auxílio do emagrecimento. 

De acordo com a nutricionista Izabella Frattezi, além de ser uma poderosa coadjuvante na dieta, essa semente, que é rica em fibras, minerais, aminoácidos e ômega 3, ajuda no funcionamento intestinal e no controle dos níveis de colesterol e glicemia (açúcar do sangue). 

Funções da chia na dieta 

Segundo Izabella Frattezi, no estômago, a semente de chia "entra em contato com a água e pode absorver até 10 vezes o seu peso em líquido, criando uma espécie de gel, que retarda o esvaziamento gástrico, auxiliando na redução do apetite e contribuindo no processo de saciedade". 

A nutricionista explica que os teores de proteína e gordura saudável da chia prolongam ainda mais este esvaziamento do estômago e estimulam a secreção de hormônios intestinais, que são responsáveis pela satisfação. 

Outros benefícios da semente 

De acordo com Izabella Frattezi, a chia oferece diversos benefícios para a saúde. "Outros pontos que também ajudam na perda de peso é a fibra presente nesta semente, que auxilia no funcionamento intestinal, e a poderosa ação do ômega 3, que combate a inflamação das células causada pelo excesso de gordura", conta. 

Fonte de proteína 

Conforme explica a nutricionista Pérola Ribaldo, devido ao alto teor de proteínas, a chia também é uma boa opção para auxiliar no ganho de massa muscular, seja para quem busca hipertrofia ou para vegetarianos que não consomem proteína animal. 

Apenas uma aliada 

A chia auxilia muito no processo de emagrecimento. Entretanto, é importante lembrar que sozinha ela não faz milagre. "A pessoa deve se comprometer a fazer uma atividade física e ter uma alimentação mais saudável. A chia vai fazer o papel dela de dar aquela ajudinha que todo mundo quer na hora de emagrecer", afirma Izabella Frattezi. 

O principal componente da chia é o ômega 3
O principal componente da chia é o ômega 3
Foto: Shutterstock / Portal EdiCase

Poder do ômega 3 

Um dos principais componentes da chia e grande responsável pelo sucesso dessa sementinha é o ômega 3. Ele é um ácido graxo muito conhecido por proporcionar diversos benefícios ao organismo. "É um importante ácido graxo anti-inflamatório. Ele auxilia no processo de recuperação de diversas células do organismo por fazer parte da estrutura delas", explica Ricardo Zanuto, nutricionista e mestre e doutor em Fisiologia Humana e Biofísica. 

Segundo ele, "este ácido graxo também é constituinte dos neurônios. Quando está em quantidades adequadas no organismo, ele auxilia na transmissão do impulso nervoso cerebral, melhorando a comunicação entre os neurônios". 

Poderoso contra doenças 

A nutricionista Pérola Ribaldo explica que as qualidades do ômega 3 fazem com que ele seja um forte parceiro contra diversas doenças. Além disso, ajuda a prevenir a perda de memória e depressão; contribui para reduzir sequelas de derrames e novos acidentes vasculares cerebrais em pacientes já acometidos ou propensos. Outros benefícios apontados por ela são: aumento do colesterol bom, redução expressiva dos triglicérides e melhora do controle glicêmico. 

Chia e a ação anti-inflamatória 

A má alimentação, o alcoolismo, o fumo e, até mesmo, o estresse podem gerar quadros inflamatórios no organismo. "Essa inflamação ocorre principalmente no nosso intestino, que fica com a barreira seletiva alterada e estimula a secreção de hormônios prejudiciais ao emagrecimento, contribuindo para o acúmulo de gordura", explica Izabella Frattezi. 

Segundo a nutricionista, a dieta rica em alimentos anti-inflamatórios que agem na membrana celular, como o ômega 3 presente na chia, pode prevenir e bloquear a inflamação, fortalecendo o sistema imunológico e o equilíbrio de todas as funções básicas do organismo. 

Portal EdiCase
Compartilhar
Publicidade
Publicidade