PUBLICIDADE

'Rival' da Barbie tem medidas realistas e celulite

"O normal é bonito" - com essa ideia na cabeça, o artista americano Nickolay Lamm criou uma boneca para contrapor a tradicional Barbie

24 nov 2014 09h23
| atualizado às 09h59
ver comentários
Publicidade
Foto: Lammily / Reprodução

Recém lançada nos Estados Unidos, a Lammily tem medidas proporcionais às de uma jovem de verdade – e não as formas irrealistas de uma Barbie. O artista Nickolay Lamm criou, no ano passado, um protótipo de sua boneca baseado nas medidas que o governo americano considera a média para jovens de 19 anos. Em seguida, ele lançou uma campanha de financiamento coletivo para poder arrecadar verbas para produzi-la. 

Siga Terra Estilo no Twitter

A ideia viralizou nas redes sociais e ele rapidamente conseguiu o apoio de mais de 13 mil pessoas, que doaram o valor que precisava (US$ 95 mil) para produzir 19 mil bonecas. Para se parecer ainda mais com uma pessoa real, o artista criou uma série de "acessórios" para Lammily, como celulite, tatuagem, espinhas e estrias.

Além disso, o guarda-roupa da boneca é mais casual, em que shorts jeans e tênis substituem os típicos vestidos pinks e brilhantes e sapatos de salto.

Rio de Janeiro
A boneca tem sete kits de roupas, que serão vendidos a partir de janeiro, inspiradas em cidades turísticas do mundo.

Foto: Lammily / Reprodução

Um deles leva o nome de "Explorando o Rio" e vem com uma jaqueta jeans e um vestido listrado tomara-que-caia. Na embalagem, Lammily aparece diante de uma foto da comunidade de Santa Marta, decorada pelo projeto Favela Painting.

Para os críticos, o fato de a Barbie tradicional ter uma cintura muito fina, ser muito magra e alta, entre outras características, pode criar visões distorcidas de como o corpo de uma mulher deve ser e prejudicar a autoimagem que as crianças têm de si mesmas.

Já a Mattel, fabricante da Barbie, defende as proporções da boneca, dizendo que ela foi criada para ser fácil de brincar e não para ser realista.

BBC News Brasil BBC News Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC News Brasil.
Publicidade
Publicidade