PUBLICIDADE

Tempestade Akará perde intensidade, mas alerta continua

De acordo com a Marinha, embarcações que navegam na área sul do Brasil devem redobrar a atenção até quinta-feira, 22

21 fev 2024 - 17h48
(atualizado às 23h11)
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
Tempestade Akará começou a perder intensidade, mas ainda causa ventos fortes no litoral Sul e Sudeste do Brasil. Segundo a Marinha, é o terceiro registro desse fenômeno no Brasil e espera-se que ele se torne uma 'depressão'.
Tempestade Akará perde intensidade mas alerta continua
Tempestade Akará perde intensidade mas alerta continua
Foto: Reprodução/Satélite Inmet

A tempestade Akará começou a perder intensidade nesta terça-feira, 20. De acordo com as informações divulgadas pela Marinha do Brasil, até quinta-feira, 22, as embarcações que navegam na área marítima sul do Brasil devem se manter alertas. 

Apesar de ter diminuído, a tempestade ainda podia ser observada em alto-mar na costa do Rio Grande do Sul até a tarde desta terça-feira. Segundo o serviço de meteorologia Climatempo, ela é capaz de provocar ventos fortes sobre o oceano, refletindo em um mar agitado no litoral Sul e Sudeste do Brasil. 

“O enfraquecimento já vinha sendo esperado à medida que a tempestade tropical avançasse para regiões oceânicas com águas com temperaturas menores. Este tipo de fenômeno meteorológico se sustenta e se mantém ativo, enquanto estiver sobre águas quentes”, pontuou o Climatempo em seu site. 

Este é o terceiro registro do fenômeno no Brasil e o segundo a ser nomeado pela Marinha no Atlântico Sul, segundo a Marinha. O que era chamado inicialmente de ciclone tropical, passou à categoria de tempestade e foi nomeado como “Akará”, espécie de peixe em Tupi. A expectativa das autoridades é que ele diminua a ponto de se tornar uma “depressão”. 

Tempestade Akará no Sul do Brasil
Tempestade Akará no Sul do Brasil
Foto: Reprodução/Marinha do Brasil
Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade