PUBLICIDADE

Feriado de 7 de setembro: RS deve ter novamente temporais; veja ainda como fica o clima em SP

Nos próximos dias, o avanço de uma nova frente fria vai potencializar a instabilidade e provocar acumulados de chuva de até 100 mm em parte do Estado, podendo atingir áreas já impactadas

7 set 2023 - 08h22
Compartilhar
Exibir comentários

Depois da passagem de um ciclone extratropical sobre o litoral do Rio Grande do Sul e do Uruguai que deixou ao menos 37 mortos, além de cidades destruídas, temporais devem atingir novamente o Estado. Segundo a Climatempo, novas áreas de nuvens carregadas se formaram sobre parte do Estado e no Uruguai. No decorrer desta quinta-feira, 7, feriado da Independência do Brasil, estas nuvens se espalham sobre o Rio Grande do Sul.

"A chuva mais volumosa deve ocorrer no centro-sul do Estado. No norte gaúcho e na Grande Porto Alegre, o sol até pode aparecer um pouco, mas a chuva ocorre a qualquer hora e também pode ser forte", acrescenta a Climatempo.

Segundo a empresa brasileira de meteorologia, a presença novamente de nuvens cumulonimbus impactam na possibilidade de rajadas intensas de vento. "Será em torno dos 80 km/h, como ocorreu na região de Canguçu. No entanto, as rajadas podem chegar aos 90 km/h no litoral sul."

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a previsão indica grandes acumulados de chuva, principalmente, no extremo sul do Estado gaúcho, com volumes que podem superar 70 milímetros em algumas áreas.

Nova frente fria

Para sexta-feira, 8, espera-se a formação de uma nova frente fria que vai espalhar ainda mais a chuva sobre o Sul do País. A chuva deve ser mais frequente e volumosa sobre as áreas de serra e planalto. As outras regiões podem até registrar alguns períodos com a presença do sol, ao longo do dia.

O avanço desta nova frente fria vai potencializar a instabilidade e provocar acumulados de chuva de até 100 mm em parte do Rio Grande do Sul, podendo atingir as mesmas áreas impactadas pela chuva dos últimos dias, de acordo com o Inmet.

"Diante disso, o Inmet alerta a população para a importância de acompanhar as atualizações da previsão do tempo e dos avisos meteorológicos especiais nos próximos dias, além de seguir as recomendações da Defesa Civil Nacional", acrescenta o instituto.

No sábado, 9, a previsão é de diminuição da nebulosidade da chuva no centro-oeste sul do Rio Grande do Sul. "Na fronteira com o Uruguai e no litoral sul nem deve chover. No entanto, a Grande Porto Alegre, a serra e o planalto e também o litoral norte do Rio Grande do Sul vão passar o sábado com predomínio de céu nublado e chuva, que pode ser forte em alguns momentos", afirma a Climatempo.

Com o afastamento da frente fria, no domingo, 10, a previsão é de que o sol já reapareça até com força sobre todo o Rio Grande do Sul. Mesmo assim, algumas pancadas de chuva com raios podem voltar a ocorrer no período da tarde e da noite na região central e oeste do Estado.

São Paulo registra mudança de tempo

A frente fria que se formou no Sul do Brasil, junto com o ciclone extratropical, avançou para o Sudeste e mudou o tempo já na terça-feira, 5, nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, em parte de Minas Gerais e do Espírito Santo. A cidade de São Paulo também registrou tempo nublado na quarta-feira, 6.

De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da Prefeitura de São Paulo, a quinta-feira de feriado começou com muitas nuvens, mas, ainda pela manhã, o sol pode aparecer, o que vai facilitar a elevação da temperatura.

"O ar quente e seco ganha força, o que vai garantir o predomínio de sol e a rápida elevação da temperatura nos próximos dias. Em contrapartida, os índices de umidade apresentam declínio", afirma o CGE.

Segundo a Meteoblue, nesta quinta, os termômetros oscilam entre 15ºC e 24ºC, sem possibilidade de chuva.

Veja a previsão para São Paulo nos próximos dias:

  • Quinta-feira: entre 15ºC e 24ºC
  • Sexta-feira: entre 15ºC e 29ºC
  • Sábado: entre 18ºC e 30ºC - possibilidade de chuva
  • Domingo: entre 17ºC e 25ºC
  • Segunda-feira: entre 16ºC e 30ºC

Como agir quando ocorrer inundação, de acordo com a Defesa Civil do Rio Grande do Sul?

  • Evite o deslocamento para regiões afetadas;
  • Se seguro, permaneça em casa;
  • Se morar em área de risco, abandone o local com antecedência;
  • Separe os documentos importantes e embale-os em sacos plásticos;
  • Ao sair desligue a chave geral de eletricidade, água ou gás;
  • Evite atravessar as águas de carro ou a pé;
  • Se ficar isolado em local inseguro chame imediatamente o Corpo de Bombeiros.

O que se deve fazer após a inundação?

  • Antes de retornar para sua casa, verifique as condições de segurança estrutural e elétrica;
  • Após a inundação, higienize toda casa e objetos que tiveram contato com a água;
  • Limpe sua casa com água sanitária, utilizando um litro do produto para cada 20 litros de água.
Estadão
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade