PUBLICIDADE

Economia circular: Uniformes esportivos da Globo viram cesta de basquete e bolsas

Emissora passou por uma reformulação em sua imagem visual na última Copa do Mundo e diversos uniformes ficariam sem uso

5 out 2023 - 05h00
Compartilhar
Exibir comentários
Renata Silveira é a primeira narradora de futebol do Esporte da Globo
Renata Silveira é a primeira narradora de futebol do Esporte da Globo
Foto: João Cotta/Globo

Com o suporte da Menos é Mais, plataforma da Globo voltada para ações de consumo consciente, o SporTV, canal esportivo em TV paga da emissora, transformou 1.300 camisetas de uniformes antigos em novos produtos esportivos. O canal passou por uma reformulação em sua imagem visual na última Copa do Mundo e diversos uniformes ficariam sem uso.

Na Ciclo Reverso, do Rio Grande do Sul, as peças descontinuiadas se tornaram 300 redes para cestas de basquete. As empresas ainda divulgaram que na Pipa Social, do Rio de Janeiro, foram produzidas 500 bolsas esportivas. Os itens hoje beneficiam nove instituições ao todo.

“Nosso desafio era ressignificar esses uniformes, transformando-os em produtos que seguissem a cadeia sustentável e ainda dialogassem com o esporte. Poder contribuir para que esse ciclo se renove, transformando a vida de pessoas que, assim como nós, estão conectadas ao esporte e todos os benefícios que ele representa, traz ainda mais propósito ao nosso negócio’, comenta Julia Censi, gerente de Marketing dos Canais Esportivos da Globo, em comunicado.

Cidade brasileira será a 2ª mais quente do mundo até 2050; veja qual Cidade brasileira será a 2ª mais quente do mundo até 2050; veja qual

A economia circular é um dos pilares das ações ambientais da Globo. Entre as iniciativas, somente em 2022, a Fábrica de Cenários e Produção de Figurinos dos Estúdios Globo doou 251,6 kg de tecido para instituições que realizam capacitação de costureiras e produção de novos produtos.

Dentre tecidos, equipamentos de tecnologia e outros itens, como mobiliários, foram doadas 260 toneladas de materiais.

“O lançamento e adoção do Guia de Produções Verdes reitera nosso compromisso histórico de proteção ao meio ambiente. Está alinhado, também, ao nosso papel de sermos protagonistas na busca por melhores práticas, em nossas instalações e atuação no mercado audiovisual brasileiro”, afirma Mauricio Gonzales, diretor do Centro de Serviços Compartilhados da Globo.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade