1 evento ao vivo

Porsche Cayenne Coupé chega com motor V8 híbrido de 680 cv

SUV-cupê confirma tendência de design e também tem uma versão de entrada com motor 3.0 por R$ 459.000

30 out 2019
10h17
  • separator
  • 0
  • comentários

O chão é o limite para os novos SUVs-cupê. O novo Porsche Cayenne Coupé confirma a tendência de design automotivo e estreia no Brasil com duas versões matadoras. A mais impressionante é a que traz um sistema híbrido com um motor V8 4.0 de 550 cv e um motor elétrico de 136 cv. A potência combinada é de incríveis 680 cavalos (ou 500 kW, para quem quer se acostumar com a nomenclatura da era eletrificação). O preço também impressiona: R$ 956.500.

O Cayenne Coupé chega em duas versões: uma V8 híbrida e outra com motor 3.0.
O Cayenne Coupé chega em duas versões: uma V8 híbrida e outra com motor 3.0.
Foto: Divulgação

Os SUVs-cupês nasceram de forma tosca. O primeiro veículo a quebrar o paradigma dos SUVs com a traseira reta foi o coreano SsangYong Actyon, em 2005. O carro era muito feio, mas entrou para a história da indústria automobilística. Apenas um ano depois, a BMW lançou o X6, com o mesmo conceito de SUV-cupê, só que com design atraente. Outros vieram e recentemente esse estilo virou uma febre. Agora, a chegada do Porsche Cayenne Coupé confirma não apenas a tendência do design, mas também as possibilidades que um visual mais esportivo permite aos “utilitários esportivos”, que de utilitário já não têm mais nada. Em breve, a Volkswagen lançará no Brasil um SUV-cupê com o porte do T-Cross, ou um pouco menor. A característica desse design é ter a linha do teto com inclinação acentuada, o que é bem visível no Cayenne Coupé.

Na traseira, o defletor é acionado a partir de 90 km/h, acentuando sua esportividade.
Na traseira, o defletor é acionado a partir de 90 km/h, acentuando sua esportividade.
Foto: Divulgação

Quanto ao novo Porsche Cayenne Coupé, apresentado em Gramado (RS), ele traz também uma versão mais acessível do que a híbrida. O Cayenne Coupé de entrada usa um motor 3.0 de seis cilindros com 340 cv de potência e 450 Nm de torque. Números mais do que suficientes para “causar” nas estradas ou mesmo em circuitos fechados. Essa versão custa R$ 459.000.

"A linha de teto significativamente mais inclinada, que cai para a traseira, faz o Cayenne Coupé parecer ainda mais dinâmico e o posiciona como o modelo com aparência mais esportiva em todo o segmento", diz Michael Mauer, vice-presidente de Estilo da Porsche. Para reforçar o efeito, o teto traz um defletor aerodinâmico adaptativo (funciona acima de 90 km/h). O para-brisa e a coluna A são mais baixos do que no Cayenne normal, devido ao rebaixamento da borda do teto em cerca de 2 cm. As portas traseiras e os para-lamas foram redesenhados, o que permitiu alargar os “ombros do veículo em 19 milímetros. Outro detalhe que dá a sensação de assentar o Cayenne Coupé é a placa traseira integrada ao para-choque.

O design SUV-cupê está consagrado. Sua característica é a linha do teto em queda.
O design SUV-cupê está consagrado. Sua característica é a linha do teto em queda.
Foto: Divulgação

Segundo a Porsche, o Cayenne Coupé é um carro para quatro pessoas. Na frente, os assentos esportivos têm oito regulagens com apoios de cabeça integrados. Na traseira, o SUV-cupê tem um banco com características de bancos individuais. Como alternativa, o fabricante oferece bancos conforto tipo 2+1 sem custo adicional. Os passageiros de trás sentam-se 30 milímetros mais baixo que no Cayenne. O porta-malas tem capacidade para 625 litros.

O Cayenne Coupé 3.0 vem com pacote Sport Chrono, que permite acelerar de 0-100 km/h em 6,0 segundos, mas existem pacotes opcionais que permitem ganhar 1 décimo de segundo nessa arrancada. A velocidade máxima é 243 km/h. Já o Cayenne Turbo S E-Hybrid Coupé chega a 295 km/h. O sistema híbrido motor V8 (404 kW/550 cv) + motor elétrico (100 kW/136 cv) é integrado à transmissão Tiptronic S de oito velocidades. O torque máximo é de 900 Nm, disponibilizado logo acima da marcha lenta. Tudo isso permite ao carro arrancar de 0-100 km/h em apenas 3,8 segundos. Segundo a Porsche, a versão híbrida pode rodar até 40 km no modo elétrico.

 

Guia do Carro
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade