9 eventos ao vivo

O polêmico requisito exigido de doadores de esperma na China

Segundo a Comissão Nacional de Saúde da China, há apenas 23 desses bancos de sêmen no país e a maioria deles tem falta de doadores.

22 abr 2019
14h13
atualizado às 14h49
  • separator
  • 0
  • comentários

Para doar sêmen em um banco de esperma na China, a boa saúde e vitalidade não são suficientes.

Os doadores que frequentam o centro localizado na capital devem demonstrar outra qualidade que vai além de qualquer diagnóstico físico.

O anúncio foi feito pelo hospital da Universidade de Pequim nesta semana por meio de seu perfil oficial no WeChat, uma das redes sociais mais populares na China.

Eles prometem uma recompensa de cerca de US$ 872 (equivalente a R$ 3.500) para aqueles que forem aceitos como doadores.

Mas desde a sua publicação, o anúncio gerou polêmica dentro e fora do país asiático.

É que, de acordo com o centro de saúde, um dos requisitos fundamentais para ser aceito como doador é demonstrar lealdade ao Partido Comunista Chinês e "amar a pátria socialista".

Os candidatos, além disso, também devem demonstrar atributos físicos que os qualifiquem para doações e demonstrem outras qualidades "cívicas fora do comum".

Outras qualidades

A publicação indicou que os candidatos a serem aceitos como doadores devem ser homens entre 20 e 45 anos de idade, sem doenças genéticas ou infecciosas e sem sinais de excesso de peso, daltonismo ou calvície.

Mas não acaba aí.

Os doadores de banco de sêmen devem demonstrar suas qualidades políticas e cívicas
Os doadores de banco de sêmen devem demonstrar suas qualidades políticas e cívicas
Foto: AFP / BBC News Brasil

O anúncio deixou claro que os candidatos também devem ter "qualidades políticas favoráveis".

Entre elas, o texto menciona "apoiar a liderança do Partido Comunista", ser leal à sua causa e "ser cidadão decente e respeitador da lei, livre de problemas políticos".

Não está claro como o hospital pretende verificar a lealdade ideológica dos doadores.

Lealdade ao partido

O hospital divulgou o comunicado na quarta-feira e, embora tenha eliminado a publicação do WeChat, a campanha de doações continuará até o dia 23 de maio, segundo a agência de notícias AFP.

Até onde se sabe, os outros bancos de esperma na China não pediram lealdade ao Partido aos seus potenciais doadores.

Segundo a Comissão Nacional de Saúde da China, há apenas 23 desses bancos de sêmen no país e a maioria deles tem falta de doadores
Segundo a Comissão Nacional de Saúde da China, há apenas 23 desses bancos de sêmen no país e a maioria deles tem falta de doadores
Foto: AFP / BBC News Brasil

Segundo a Comissão Nacional de Saúde da China, existem apenas 23 desses bancos no país e a maioria deles tem falta de doadores.

Desde 2005, quando a China relaxou a política do filho único para as famílias, a demanda por doadores de sêmen aumentou, segundo a mídia local.

Para usar os serviços de um banco de esperma no país, as famílias devem mostrar que o futuro pai é infértil ou tem uma doença genética.

A campanha provocou provocações dos usuários de redes sociais chinesas.

"As características adquiridas não podem ser transmitidas", escreveu um usuário no Weibo, rede social chinesa similar ao Twitter.

Veja também:

 

BBC News Brasil BBC News Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC News Brasil.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade