0

"Colete suicida", diz Johnson sobre acordo de Theresa May

Ex-ministro das Relações Exteriores criticou o chamado plano "Chequers" e pede ruptura clara com bloco europeu

9 set 2018
11h21
atualizado às 11h49
  • separator
  • 0
  • comentários

O acordo do Brexit da primeira-ministra Theresa May envolve "um colete suicida em torno da constituição britânica" e entrega o detonador à União Europeia, disse o ex-ministro das Relações Exteriores Boris Johnson em comentários que atraíram fortes críticas.

Primeira-ministra britânica Theresa May
Primeira-ministra britânica Theresa May
Foto: Hannah McKay / Reuters

Em um artigo publicado no jornal britânico Mail neste domingo (9), Johnson direcionou seu ataque contra o chamado plano Chequers, de May, para deixar a União Europeia, classificando-o de "uma humilhação" que "nos expõe a chantagem política perpétua".

May está sob fogo de todos os lados no divisivo debate do Brexit. Johnson, o favorito para sucedê-la, lidera os esforços de parlamentares eurocéticos para pressionar o governo a "descartar Chequers" e tentar uma ruptura clara com o bloco.

Mas, até agora, May sinalizou que não vai abandonar seu plano para os laços futuros da Grã-Bretanha com o bloco depois do Brexit - a maior mudança na política externa e comercial do país em quase meio século.

"Envolvemos um colete suicida em torno da constituição britânica - e entregamos o detonador a Michel Barnier (negociador chefe da UE)", escreveu Johnson.

Suas palavras - particularmente a referência a um colete suicida - atraíram a condenação de outros membros do Partido Conservador, que faz parte do governo.

Alan Duncan, ministro do Ministério das Relações Exteriores, disse que os comentários de Johnson marcaram "um dos momentos mais repugnantes da política britânica moderna".

Veja também

 

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade